Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Parque do Gama muda de nome e categoria

Mesmo passando a fazer parte de uma categoria mais restritiva, o parque ainda permite a visitação de baixo impacto

Com a nova denominação, parque tem os recursos naturais destinados apenas ao uso indireto| Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

O Parque do Gama sofreu uma mudança de nome e categoria. A novidade foi publicada na edição desta quinta (26) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) e foi possível por uma lei que altera a classe do local.

A unidade de conservação, agora, é denominada Parque Distrital do Gama. Com a entrada da norma em vigor, o parque passa a integrar o grupo de unidades de proteção integral (UPIs), que tem entre os objetivos garantir a preservação do bioma cerrado.

Mesmo passando a fazer parte de uma categoria mais restritiva, o parque ainda permite a visitação de baixo impacto e atividades de educação ambiental em suas dependências.

“A recategorização é uma grande conquista para o DF”, explica a diretora de Implantação de Unidades de Conservação e Regularização Fundiária do Brasília Ambiental, Carolina Lepsch. “Agora o parque faz parte do grupo de proteção integral, cuja finalidade é a de preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais.”

Também conhecido como Prainha, o Parque Distrital do Gama é cortado pelas corredeiras e cachoeiras do Ribeirão do Gama. No local podem ser encontradas espécies raras da fauna do cerrado, como lontras, raposas, lobos-guará e veados-campeiros.

Confira aqui o Decreto n° 43.358, que altera a categoria do parque.

*Com informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar