Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Mais de 100 mil pessoas com comorbidades agendaram a vacinação

Em 24 horas, a Secretaria de Saúde agendou a vacinação de mais 25.066 pessoas, que serão vacinadas entre hoje e sexta-feira

A procura por vacinação contra a covid-19 está intensa, neste final de semana, um dos postos de vacinação funcionou também durante a noite. No momento, as vacinações estão acontecendo na faixa etária de 30 a 59 anos para pessoas com com comorbidades. Em apenas 24 horas, a Secretaria de Saúde agendou a vacinação contra a covid-19 de mais 25.066 pessoas. Esse público será vacinado entre hoje, 18, e sexta-feira, 21, nos pontos de vacinação da capital. 103.344 pessoas agendaram a imunização pelo sistema eletrônico.

Na segunda-feira, 17, o agendamento para vacinação de pessoas entre 30 e 49 anos foi autorizado. No primeiro dia, 13.095 dessa faixa etária agendaram atendimento, além de outras 11.971 com mais de 49 anos. Para realizar o agendamento é necessário fazer o cadastro no site, independentemente da idade, antes de prosseguir com o processo, nesse caso, quando houver vagas disponíveis para a faixa etária correspondente. Ao todo, 190.825 pessoas com comorbidades entre 18 e 59 anos já se cadastraram.

Pessoas com síndrome de Down, em terapia renal substitutiva e com imunossupressão podem agendar a vacinação a partir dos 18 anos de idade. Gestantes e puérperas com comorbidades, e pessoas com deficiência inscritas no BPC, com idade entre 18 e 59 anos, não precisam fazer o agendamento. Basta procurar um dos 55 pontos de vacinação para receber o imunizante. As gestantes com comorbidades também não precisam agendar, no entanto, devem procurar pontos de imunização específicos. Saiba quais são eles aqui. As gestantes sem comorbidades e demais públicos deverão agendar.

Veja a lista das comorbidades e o balanço atual de agendamentos e cadastramentos:

Cadastro e agendamento

O cadastramento está disponível para todo cidadão que apresentar alguma comorbidade relacionada acima. O sistema da Secretaria de Saúde irá reconhecer, pelo CPF do usuário, se ele é portador de alguma comorbidade, no caso de haver registro de atendimentos no SUS (Sistema Único de Saúde). Não havendo esse reconhecimento, o usuário poderá se cadastrar, mas deverá apresentar um laudo médico quando for receber a vacinação.

Ao agendar a vacinação, a ficha com o comprovante de agendamento trará a informação se haverá necessidade de apresentar somente documento de identidade com foto ou laudo médico. Importante esclarecer que os dados informados devem ser comprovados, pois o cidadão declara estar prestando informações verdadeiras.

Desmarcação do agendamento

A Secretaria de Saúde orienta a população que quem, por algum motivo, não pôde ir ao ponto de vacinação na data agendada, que volte àquela mesma unidade, num prazo máximo de dez dias, para receber o imunizante. Sendo esse prazo maior que dez dias, o cidadão deverá procurar o posto de vacinação no qual fez o agendamento e apresentar atestado médico, comprovante de viagem ou outro documento que justifique o impedimento.

Dessa forma, as unidades de vacinação não precisarão mais cancelar o agendamento de quem não compareceu. Mas, se houver erro do cadastro no sistema de agendamento, nesse caso, o usuário deve dirigir-se à unidade para fazer a correção do cadastro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se for um erro no preenchimento dos dados, o usuário tem a opção de corrigir no próprio site vacina.saude.df.gov.br. Ao acessar, deve clicar no botão “alterar o cadastro de comorbidade”.

*Com informações da Agência Brasília






Você pode gostar