Menu
Brasília

Mãe é acusada de homicídio culposo após filha de 5 anos morrer em UPA de Sobradinho

De acordo com as autoridades policiais, a mãe é acusada de omitir socorro à criança

João Victor Rodrigues

24/05/2024 7h02

Foto: IGESDF

Na manhã desta quinta-feira (23), uma mulher de 37 anos foi presa em flagrante pelo crime de homicídio culposo, após a morte de sua filha de 5 anos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobradinho II.

As investigações indicam que a menina começou a se sentir mal no domingo (19). Apesar de pedidos de familiares para que a mãe levasse a criança ao hospital, ela só procurou atendimento na manhã desta quinta-feira, quatro dias depois do início dos sintomas. A criança já chegou na UPA sofrendo uma parada cardiorrespiratória.

A equipe médica iniciou imediatamente os protocolos de ressuscitação, durou cerca de 70 minutos, mas não conseguiu reverter o quadro, e a criança foi declarada morta.

O delegado da 35ª DP, Ricardo Viana, afirmou que a mãe, como responsável pela guarda da criança, tinha o dever de cuidado e proteção. “O que não foi feito e a sua omissão é penalmente relevante para a morte da criança,” disse Viana. A mãe agora enfrenta as consequências legais por sua falha em buscar o atendimento médico necessário para a filha em tempo hábil.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado