Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Lote de vacinas do governo federal permite vacinação de pessoas com 63 e 62 anos no DF

A chegada do novo lote possibilitou a previsão de início pra a vacinação de pessoas com 63 e 62 anos na capital federal, marcada para iniciar no sábado (24)

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Com o envio de mais um lote feito pelo Ministério da Saúde, 3,5 milhões de doses de vacinas covid-19 foram distribuídas para todo o Brasil e o DF. São 2,8 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e 700 mil doses da Coronavac, do Instituto Butantan. A chegada do novo lote possibilitou a previsão de início pra a vacinação de pessoas com 63 e 62 anos na capital federal, marcada para iniciar no sábado (24)

A divisão entre os estados e Distrito Federal é feita de forma proporcional, pactuada com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), conforme o quantitativo recebido pela pasta e a ordem dos públicos prioritários.

De acordo com o 12º informe técnico da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), as doses são destinadas para a vacinação de idosos entre 60 e 69 anos e agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente do combate à pandemia. Nesta leva, parte das vacinas é destinada para a primeira dose e a outra parcela para a segunda aplicação.

O objetivo é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante: quatro semanas para a vacina do Butantan e 12 semanas para as doses da Fiocruz. A estratégia de distribuição para aplicação da primeira e segunda doses é revisada semanalmente em reuniões tripartites (governos federal, estaduais e municipais), observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios.

MAIS DE 50 MILHÕES DE DOSES DISTRIBUÍDAS

O Ministério da Saúde está coordenando a 14ª pauta de distribuição de doses para a campanha de vacinação contra a covid-19, iniciada no dia 18 de janeiro. Até o momento, contando com esse novo lote, já foram destinadas a todas as Unidades Federativas mais de 57,3 milhões de doses de imunizantes, com um alcance de aproximadamente 32,6 milhões de brasileiros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até o dia 22 de abril, mais de 34 milhões de doses já foram aplicadas. O andamento da vacinação no país pode ser acompanhado pela plataforma LocalizaSUS.

Covid-19 no DF

O Distrito Federal (DF) registrou, nas últimas 24 horas, 884 novos diagnósticos de covid-19. Desde o início da pandemia, 369.808 pessoas já foram infectadas na capital e, até quarta-feira (21), 10.269 casos estavam ativos.

As regiões com mais casos confirmados são Ceilândia (40.624), Plano Piloto (35.229) e Taguatinga (29.540). Nas últimas 24 horas foram registrados 44 óbitos, sendo que, deste total, seis faleceram nesta quarta (21).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Do total de 369.808 mil casos, 7.388 (2,0%) faleceram em decorrência de complicações causadas pelo vírus e 352.151 (95,2%) estão recuperados. Do total de óbitos, 608 eram moradores de outros estados

Vacinação no DF

O último boletim informativo revela o número de 371.394 vacinados da primeira dose e mais 177.875 pessoas que levaram a segunda dose. Nas últimas 24h foram 465 vacinados da primeira dose e 2.691 da segunda dose, o que é considerado pouco em comparação com dias anteriores. O feriado devido ao aniversário de 61 anos de Brasília pode ter afetado os registros da imunização.

A vacinação contra a Covid-19 começou no Distrito Federal no dia 19 de janeiro. Já foram recebidas 536.560 doses da vacina CoronaVac, que é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Além das 175.750 mil doses da vacina Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar