Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Liderada pelo vice-governador Paco Britto, motociata solidária arrecada milhares de brinquedos para crianças carentes do DF

Milhares de brinquedos arrecadados serão doados, no Natal, às crianças carentes do DF. Nesta edição, a novidade foi a exposição de carros antigos

Foto: Divulgação

Mais de 40 motoclubes de Brasília marcaram presença na terceira edição do evento solidário Moto Paco Social III. A concentração de centenas de motociclistas ocorreu neste sábado (27), na Praça do Cruzeiro, no Eixo Monumental. As duas edições anteriores foram realizadas em 2019 e 2020.

Idealizado pelos amigos do vice-governador Paco Britto, o evento, além de promover um passeio de motociclistas pelas avenidas da capital, tem o intuito de arrecadar brinquedos para serem distribuídos às crianças carentes no Natal. A novidade deste ano foi a participação de 150 carros antigos, em exposição no local, que fizeram a alegria de famílias inteiras que prestigiaram o encontro.

O trajeto dos motociclistas durou cerca de 25 minutos, saindo da Praça do Cruzeiro e passando por vários pontos turísticos de Brasília – Biblioteca Nacional, Museu Nacional, Catedral, Praça dos Três Poderes, Torre de TV, Palácio do Buriti, Estádio Nacional Mané Garrinha, Palácio Buriti, Memorial JK. Antes da partida, os participantes receberam as bênçãos do padre Fenício e do pastor Amândio, presentes à solenidade.

Paco Britto, acompanhado de sua esposa Ana Paula Hoff e do filho caçula Flávio, fez questão de agradecer o apoio de todos que contribuíram para que esta edição superasse o número de doações. “Agradeço a todos que nos ajudaram a realizar este evento, amigos, motoclubes, o pessoal dos carros antigos e colaboradores”, frisou. “E, neste ano, a edição é especial com a participação dos carros antigos. É emocionante ver a união de todos em prol das crianças mais carentes do DF. E prepararem-se, pois, no ano que vem, tem o Moto Paco Social IV!”, convidou.

As edições anteriores, de 2019 – realizada basicamente por amigos motociclistas do vice-governador – e a de 2020, que contou com a participação de mais de 10 motoclubes da cidade, também tiveram a intenção de chamar a atenção dos moradores para a desigualdade social, que aumentou com a pandemia da covid-19. Os mais de cinco mil brinquedos arrecadados, na época, foram doados às crianças das cidades em situação de vulnerabilidade social e também em áreas rurais do Distrito Federal.

Foto: Divulgação

Participação de mulheres

Dentre os participantes desta edição, 10 motoclubes são protagonizados por mulheres motociclistas, como é o caso do Ciganas Estradeiras. Para a presidente Rosângela Ferreira, mais conhecida como Rosa Cigana, a expectativa é que os números de motos e de brinquedos sejam superados. “Graças a Deus, a arrecadação é grande”. Estamos com ‘sangue nos olhos’ para curtir os amigos”, disse, no início do evento, referindo-se à dificuldade dos encontros provocada pela pandemia. Segundo ela, a motivação dos motoclubes em ajudar é o ano inteiro, mas há as datas específicas, como Natal, Dia das Crianças e Páscoa.

Dentro do motociclismo, existem vários estilos de motos. Há os que preferem, por exemplo, os triciclos, que também marcaram presença no evento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A triciclista independente, Cris Angel, do Rabo de Saia Estradeira, também participante desde a primeira edição, disse que chegou em Brasília, na véspera, vindo de Itaipuaçu, na Região dos Lagos (RJ), especialmente para participar desta edição do Moto Paco Social.

Já Luís Abdo, fundador e presidente do Águia de Aço, com 10 integrantes, participa pela primeira vez do Moto Paco Social. “Soube deste encontro pela Rosa [Ferreira, do Ciganas Estradeiras]. Estou impressionado com a estrutura, com as equipes, a segurança. Tudo muito bem organizado”, elogiou Abdo, há 15 anos viajando em motos. “Ano passado, percorri todo o litoral do Rio de Janeiro em duas rodas”, completou.

Entre os motociclistas, há também os que trocaram de clube, como é o caso do Pastor Breder, do Sepulcro Vazio, ex-integrante do Êxodus Motoclube. “Estamos iniciando agora, com 12 integrantes em cinco estados brasileiros, por isso, estamos só de camiseta (sem o colete identificador do motoclube), para nos apresentar aos outros”, explicou. “Nossa expectativa, aqui, é grande, pois fizeram um forte trabalho de arrecadação. É uma veia forte de ação social. A concentração é ótima, pois em vez de fazermos várias ações para o Natal, cada clube abraçou este encontro e assim facilita na distribuição [dos brinquedos] às instituições”, disse.

Exposição de carros antigos

Amigo de infância do vice-governador, João Coqueiro, responsável pela Exposição de Carros Antigos, no Moto Paco Social, aceitou o convite sem titubear. “Sou amigo do Paco há 48 anos. Nossa história se confunde com a paixão por veículos”, revelou João, que é piloto automobilístico e diretor executivo do Festival Brasília Sobre Rodas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O evento Moto Paco Social, que teve apoio da Polícia Militar (PMDF), do Detran e do Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), além da presença de brigadistas e enfermeiros, contou com apresentação de show musical por meio da banda de rock Old Is Cool, do cover da cantora Janis Joplin, além do DJ Sony.

No local, tendas variadas com acessórios característicos e uma praça de alimentação, com food trucks e ambulantes, compunham o cenário. Houve ainda sorteio de brindes, como capacetes, porta-chaves personalizados, luvas, entre outros acessórios. Também foi feita a distribuição de álcool gel e máscaras aos presentes.

Prestigiaram o encontro o secretário de Atendimento à Comunidade, Severino Cajazeiras; o presidente do maior festival de motociclismo da América Latina Marco Portinho – o Capital Moto Week; representantes da Associação Brasileira de Motociclistas (Abram); admiradores de motociclismo; dos motoclubes e dos carros antigos.

Com informações de Lucíola Barbosa, da vice-governadoria

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar