Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Lázaro foi morto com mais de 20 tiros de pistola e fuzil, diz perito

Segundo o perito, os disparos foram realizados à distância. No entanto, é preciso aguardar o laudo da perícia para identificar o número de vezes que o criminoso foi atingido

Foto: Reprodução

Lázaro Barbosa, de 32 anos, foi morto nesta segunda-feira (28), após 20 dias de buscas. A equipe que atuou na operação era composta por mais de 270 policiais. De acordo com fotos divulgadas do cadáver de Lázaro, ele foi alvejado por mais de 20 disparos de pistola e fuzil. A informação foi divulgadas pelo Extra, após uma entrevista com o perito Nelson Massini, professor titular de Medicina Legal da UERJ, que analisou as fotos do corpo do criminoso.

Nas imagens, o corpo de Lázaro apresentava três perfurações na cabeça e outras diversas no peito. Segundo o perito, os disparos foram realizados à distância. No entanto, é preciso aguardar o laudo da perícia para identificar o número de vezes que o criminoso foi atingido.

“Na cabeça, foram três tiros de fuzil. Acho que tem as duas armas. No peito, dá impressão de pistola. Mas, na cabeça, pelo estrago, foi o que chamamos de projétil de alta energia”, disse Massini.

O secretário de Segurança de Goiás, Rodney Miranda, contou que o assassino foi flagrado quando tentava entrar em contato com familiares que moram na região, a cerca de 5 km da casa onde mora a ex-mulher e a mãe dela. De acordo com o secretário, Lázaro teria ido ao local para se encontrar com a ex-mulher e a sogra. Após ser encontrado, o homem reagiu de forma violenta e ameaçou os policiais.

“Ele chegou a ameaçar os policiais falando que daria tiro na cara”, disse o secretário.

Fizemos o cerco e, além da arma, ele tinha R$ 4,4 mil no bolso. Isso é mais uma prova que tinha gente com ele dificultando o nosso trabalho”, completou.

Entre 9:30 e 10:30, Lázaro foi atingido por diversos disparos e foi levado ao Hospital Municipal Bom Jesus, em uma ambulância do Corpo de Bombeiros. Por volta das 11h10, uma viatura do Instituto Médico Legal (IML) chegou aos fundos da unidade de saúde para encaminhar o corpo à perícia, em Goiânia-GO. Nenhum policial ficou ferido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo o secretário, os policiais filmara a ação. Miranda afirmou que Lázaro estava armado e tentou fugir para o mato. Após isso, os policiais fizeram o cerco, e o criminoso entrou em confronto com a equipe do major Edson. Lázaro teria, então, descarregado a pistola em cima dos policiais. As autoridades revidaram, e o suspeito foi atingido. Nenhum policial ficou ferido durante a abordagem.

O secretário anunciou a captura do assassino nas redes sociais.

“Acabo de receber nesse momento uma informação de todas as forças de segurança que estão ali na região de Cocalzinho que o Lázaro foi preso. Cumprimentar a todos aqueles que estão ali há vários dias trocando informações e chegando a esse resultado final com a prisão do Lázaro. Meus cumprimentos a todas as forças de segurança que ali interagiram, trabalharam com determinação para mostrar que a lei está acima de tudo. Um abraço a todos” disse ele.

Durante as buscas, que duraram 20 dias, o suspeito invadiu propriedades rurais, fez três pessoas reféns e baleou outras quatro, entre elas, um policial militar. Ele já tinha condenações por um homicídio cometido na Bahia e por um estupro no DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar