Brasília

Iges-DF garante suprimento de oxigênio

Uma vistoria é realizada diariamente nos estoques das unidades para que não haja carência da substância

De acordo com o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) os estoques de oxigênio do Hospital de Base (HB), Hospital de Santa Maria (HRSM) e unidades de pronto atendimento (UPAs) estão em dia.

“Um tanque leva o oxigênio diretamente para os ductos hospitalares e outro tanque fica de reserva, para os casos de consumo acima do habitual; sendo assim, as unidades ainda contam com 15 dias de oxigênio extra”, explica o superintendente do HB, Lucas Seixas. A cada dois dias, a substância vem sendo reposta pela empresa IBG.

Hospital de Base

O HB está atualmente com um estoque de 14.006 m3 de oxigênio no tanque principal, 5.688 m3 de oxigênio no tanque de backup e 55 cilindros de transporte cheios para substituição nos setores. A capacidade é de 19.095 m3 de oxigênio no tanque principal, 5.688 m3 de oxigênio no tanque de backup, 150 cilindros de oxigênio, sendo 82 cilindros nos setores assistenciais e 68 em estoque para troca.

“Desde abril de 2020, o gabinete de crise da pandemia realiza reuniões diárias e os estoques de oxigênio são diariamente vistoriados”, assegura o gestor do HB.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hospital de Santa Maria

No HRSM, o tanque principal, de 25.500 m3, atualmente está com 95% cheio. O tanque de backup, por sua vez, tem 5.000m3 e se encontra 100% cheio. Todos os setores do hospital estão assistidos, e, além dos tanques que já se encontram nos setores, existe uma reserva 30 cilindros de 1m3 e mais 5 cilindros de 10m3.

Os cilindros são abastecidos a cada 48 horas, e os tanques são abastecidos a cada dez dias. Em caso de necessidade, a IBG é acionada e atende prontamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar