Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Grafite chega às paradas de ônibus de Vicente Pires

Cada equipamento foi pintado com um tema referente à história, transformação e curiosidades da região administrativa

Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

O grafite chegou até as paradas de ônibus de Vicente Pires. Os locais, corriqueiro para quem necessita do transporte público no dia-a-dia, tornaram-se tela para a arte. Além deste passo, na semana passada, passaram por limpeza e reforma com apoio do Programa GDF Presente, na intenção de melhorar as paradas.

Três delas ganharam um novo visual, nesta segunda-feira (30), ao receberam a arte do grafiteiro Elom. Cada equipamento foi pintado com um tema referente à história, transformação e curiosidades da região administrativa.

Na Rua 8, por exemplo, o equipamento estampa uma árvore de Ipê Amarelo, muito conhecida pelos brasilienses por sua beleza e exuberância. O administrador de Vicente Pires, Daniel de Castro, contou que segue determinação do governador: cuidar da cidade e das pessoas.

O representante comercial Brain Walace Pereira, 19 anos, ficou surpreso ao ver a nova aparência do ponto de ônibus. “Está bem diferente, muito melhor. Nem se compara com a antiga”, disse o representante comercial que pega diariamente o transporte público para ir ao trabalho. Ele defende a ampliação desse tipo de trabalho. “Também tenho visto em outros lugares as paradas de ônibus grafitadas. Acho importante porque dá um aspecto de limpeza e expande a arte pelo DF”, sugeriu Brain.

O artista responsável pela transformação dos abrigos em obras de arte é o grafiteiro e servidor da Administração Regional de Taguatinga, Fernando Cordeiro, 43 anos, o Elom. Ele tem suas expressões em mais de 50 paradas de ônibus, além de painéis em hospitais regionais e parques ecológicos. “Quando precisam do meu trabalho me convidam e atendo a todos”, afirmou Elom.

Para o administrador Daniel de Castro, a arte urbana vai ajudar a conservar as paradas de ações de vandalismo, pichações e propagandas. “A população aprova esse trabalho, que embeleza nossa cidade. E ainda divulgamos o artista”, pontuou Daniel.

Na última parada de ônibus, localizada na Rua 7, a curiosidade está na pintura do pássaro joão-de-barro, relacionada ao corte de três árvores na região. Segundo relatório da Novacap, elas precisavam ser retiradas por oferecer risco de queda. Entretanto, na execução do serviço verificou-se que, em uma delas, havia um ninho do pássaro com filhotes. De acordo com a administração regional, ficou decidido preservar a árvore até que os filhotes possam crescer e o corte ser feito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar