Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Força-tarefa cada vez mais perto de Lázaro, o assassino em série

As autoridades enfrenta extrema dificuldade até o momento. As condições do terreno, com muitas matas fechadas, morros, pedras, córregos e grotas que compõe a vegetação local, favorece a camuflagem do foragido

A operação integrada para capturar Lázaro Barbosa Sousa, o “serial killer” de Ceilândia-DF, conta com forças de Segurança Pública de Goiás, do Distrito Federal e Federais. A força tarefa enfrenta extrema dificuldade até o momento. As condições do terreno, com muitas matas fechadas, morros, pedras, córregos e grotas que compõe a vegetação local, favorece a camuflagem do foragido.

A extensa área de vegetação de cerrado que abrange o município de Cocalzinho e os povoados de Edilândia e Girassol, locais onde se concentram as buscas, possui uma área com aproximadamente 1.700 Km², repleta de propriedades rurais e urbanas.

No final da tarde desta quinta-feira (17), nono dia de buscas por Lázaro Barbosa, de 32 anos, os policiais que atuam na operação trocaram tiros com o procurado. Moradores da região relataram que ouviram os disparos de fuzil. Lázaro é suspeito de cometer vários crimes nos últimos dias. Helicópteros acompanham de perto a operação, em uma fazenda do município de Girassol-GO.

Lázaro é suspeito de ter matado ao menos 10 pessoas, no DF e em Goiás. O criminoso demonstra um comportamento cruel pela forma como matou suas vítimas. 

A Polícia Militar de Goiás e demais forças de segurança, estão empregando as mais diversas formas de policiamento nessa Operação, tais como a pé, com uso de cães, cavalos, drones e aeronaves, permanece implacável na busca pelo foragido de alta periculosidade que, em breve, será capturado, dando fim a uma série de ações criminosas e garantindo proteção e segurança a todos. O Secretario de segurança publica de goiás compareceu de helicóptero na área do tiroteio.






Você pode gostar