Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

‘Foi uma grande decepção’, diz Ibaneis sobre Dia D de vacinação

No Dia D de vacinação, o Governo do Distrito Federal (GDF) esperava vacinar cerca de 200 mil pessoas que não estavam com o ciclo vacinal completo

Foto: Agência Brasília

Elisa Costa e Guilherme Gomes
[email protected]

Na manhã desta segunda-feira (22), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou estar decepcionado com o alcance de pessoas vacinadas no Dia D, no último sábado (20). “Pra mim foi uma grande decepção. Nós temos um grande número de pessoas que não tomaram a segunda dose, que deveriam buscar os postos de saúde. Infelizmente, o número foi abaixo da expectativa e vamos continuar na tentativa de buscar esse público”, disse o mandatário.

No Dia D de vacinação, o Governo do Distrito Federal (GDF) esperava vacinar cerca de 200 mil pessoas que não estavam com o ciclo vacinal completo ou que ainda não tinham tomado a primeira da vacina contra a Covid-19. Atualmente, mais de 247 mil não tomaram a primeira dose das vacinas contra a covid-19 e mais de 750 mil não retornaram aos postos para a segunda.

Ibaneis Rocha disse ainda que pretende fazer uma reunião com o Secretário de Saúde da capital, General Pafiadache, para discutir alternativas sobre a vacinação do público faltante.

“Quero me reunir hoje com o secretário de saúde para termos outras iniciativas. Espero que a gente mantenha essa busca ativa para que possamos atingir o número necessário, a 80% de cobertura vacinal para voltar à vida normal”, afirmou Ibaneis.

Sobre a exigência do passaporte da vacina no DF, Ibaneis Rocha afirmou que continua contra o documento e que a chave para fazer a população vacinar é a conscientização. “Continuo contrário, não vai ser o passaporte da vacina que vai fazer com que as pessoas busquem a vacinação. Temos que buscar a conscientização, chamadas em todos os telejornais, nas rádios, conto com vocês (veículos de comunicação)”, disse.

Vacinação do DF

Pessoas com idade entre 57 e 59 anos começam a ser vacinadas com a dose de reforço de vacina contra a covid-19 nesta segunda-feira (22) no Distrito Federal. Na semana passada, o Ministério da Saúde anunciou que toda a população brasileira adulta vai receber a terceira dose.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Poderão ser vacinados aqueles entre 57 e 59 anos que tomaram a segunda dose há pelo menos cinco meses. Há 43 pontos disponíveis para este público. Veja a lista:

A terceira dose deve ser preferencialmente de um fabricante diferente em relação às duas primeiras doses. Quem tomou Coronavac, deve receber dose de reforço de Janssen, AstraZeneza ou Pfizer; quem tomou AstraZeneca, deve receber Pfizer; quem tomou Pfizer, receberá AstraZeneca.

O caso da Janssen é diferente. Inicialmente, este imunizante previa dose única. Agora, no entanto, segundo o Ministério, será necessária uma segunda dose do mesmo fabricante em um intervalo de dois meses. Somente após esta segunda dose é que poderá ser aplicada a terceira, de laboratório diferente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar