Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Famílias do DF aproveitam o feriado para passear no Zoológico

Usando máscaras e evitando aglomerações, as famílias se divertiram com os bichos

Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

No feriado de Corpus Christi, alguns brasilienses aproveitaram para curtir o Jardim Zoológico de Brasília. Usando máscaras e evitando aglomerações, as famílias se divertiram com os bichos.

Foi um reencontro daqueles. Após 13 anos sem visitar o Jardim Zoológico de Brasília, o analista de sistemas Igor Francisco de Oliveira Costa, 32 anos, teve oportunidade de matar saudade de um dos locais de lazer mais emblemáticos da capital. Aproveitou a oportunidade para trazer a filha Beatriz, 4 anos, que gostou de ver a tartarugas, os patos e o urso.

“Ele é grande!”, exclamou a pequena, referindo-se ao “Zé Colmeia” do DF. “Vim com os meus pais e meu irmão, e na época era bem menor, tinha poucos animais; agora está bem diferente, gostei da organização”, compara o profissional de TI.

Acompanhado pela mãe, Teresa Santana, 65 anos, Igor foi um dos muitos brasilienses que aproveitaram o ponto facultativo de Corpus Christi para relaxar ao lado da família e passear pela cidade. Contou com a cumplicidade de um céu azul límpido e sol generoso. Tudo dentro dos protocolos de segurança, além do limite de 1,5 mil visitantes por dia.

Para diminuir as filas da bilheteria na entrada do Zoológico, foi criado o sistema de venda antecipada de ingressos. “São dez ingressos por CPF”, esclarece o superintendente administrativo e financeiro do zoo, Antônio Elvídio.

Cerca de dez funcionários do zoo circulam por todo o espaço, orientando as pessoas sobre os protocolos de prevenção à covid-19. A servidora pública Telma Rosa, 34 anos, veio de Planaltina de Goiás para visitar o Zoológico de Brasília. Fez questão de trazer a filha de 8 anos, Maria Clara, que se encantou com as araras e ficou surpresa ao ver de perto o rinoceronte branco Thor, impregnado do pó cor de laranja do cerrado.

“Só tinha visto esse bicho na televisão, ele tem a boca muito estranha”, disse a pequena. “É a primeira vez que viemos a esse zoológico, acredita? É um passeio legal, ela está gostando muito, encantada com o que está vendo”, reforça a mãe

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A diretora-presidente do Jardim Zoológico, Eleutéria Guerra Pacheco, fala sobre os destaques do local: “É um lugar de grande ventilação, a área é bem extensa para as pessoas passarem o dia. É tão tranquilo que algumas até fazem piquenique, já que temos locais apropriados, com mesas e cadeiras respeitando os protocolos de segurança. É gratificante, a gente fica feliz de poder estar recebendo essas pessoas e ver que elas estão satisfeitas e seguras, aprendendo um pouco com os animais”.

Jardim Zoológico de Brasília

Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, com entrada permitida somente até as 16h.


Ingressos: R$ 5 (valor promocional cobrado às terças, quartas e quintas-feiras, exceto feriados). De sexta a domingo, bem como nos feriados, os preços são R$ 5 (meia entrada) e R$ 10 (inteira).


Venda antecipada de ingressos para o fim de semana: terças e sextas, das 9h às 17h, na bilheteria do Zoológico. O ingresso antecipado é adquirido com data marcada, não podendo ser remarcado ou reembolsado em casos de não comparecimento, e há o limite de 300 entradas adquiridas de forma prévia para cada dia do final de semana ou feriado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com informações da Agência Brasília






Você pode gostar