Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Enfermeiros fazem treinamento em ventilação mecânica

Lotados na UPA de Samambaia, profissionais aprimoram os serviços prestados a doentes com coronavírus

Foto: MARCO-BERTORELLO / AFP

O treinamento na unidade administrada pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) foi dado por fisioterapeutas do Hospital Regional de Samambaia (HRSam), gerido pela Secretaria de Saúde (SES).

Ao todo, sete enfermeiros da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia reforçaram os conhecimentos sobre manipulação de ventilador pulmonar, aparelho que aumenta a capacidade respiratória de pacientes com falta de ar. O objetivo é oferecer um atendimento mais rápido e eficiente a internados com covid-19.

Em uma sala da UPA, a equipe recebeu orientações sobre como identificar a necessidade do uso dos aparelhos, as utilidades de seus botões e a manipulação correta de oxigênio. Os ensinamentos serão repassados por eles aos outros 23 enfermeiros que trabalham no local.

“Essa cooperação faz com que nossa equipe esteja ainda mais preparada para atender à demanda de pacientes infectados pela covid-19”, explica a gestora da UPA, Regilane Fonseca.

A UPA de Samambaia conta com sete ventiladores pulmonares, além de dois aparelhos de retaguarda disponibilizados pelo HRSam em caso de necessidade. “Essa ajuda é permitida pelos parâmetros da Central de Regulação de Internações Hospitalares e tem como foco salvar vidas”, ressalta Regilane. “Com isso, não colocamos nenhum paciente em risco.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Importância dos ventiladores

Também chamados de ventiladores mecânicos, os aparelhos permitem administrar a quantidade de ar necessária que entra e sai dos pulmões de pessoas com insuficiência respiratória. Eles ainda controlam a mistura de gases presentes no corpo humano, como oxigênio e gás carbônico.

A indicação de uso do recurso é medida pelo nível de saturação de oxigênio do paciente, por meio de um aparelho chamado oxímetro. Ventiladores pulmonares são necessários em casos de saturação abaixo de 94%.

As informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar