Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Elefante Babu pode ter sido envenenado no Zoo de Brasília

Por Arquivo Geral 20/02/2018 5h16
Divulgação

João Paulo Mariano
[email protected]

A morte de Babu, elefante que estava há 22 anos no Zoológico de Brasília, pode ter sido criminal. É o que divulgou o diretor presidente do Zoo, Gerson Norberto, durante coletiva nesta tarde. O macho da espécie Africana, que é ameaçada de extinção, morreu no ultimo dia 07 de janeiro e era uma dos sete espécimes que existiam no Brasil.

A suspeita começou após o falecimento repentino do animal. Ele apresentou mal estar no dia da morte, por volta das 6h e às 20h, havia falecido. Segundo o presidente Gerson, na necropsia feita na mesma noite, viu se que os órgãos estavam normais, com exceção do pâncreas. Assim, foi pedido um teste toxicológico desta parte do animal, no qual o resultado chegou na semana passada. Com o laudo em mãos, houve o espanto: a hipótese é de que a pancreatite que matou o elefante tenha sido causada por contaminação de mercúrio, arsênio e cumarínicos – mais conhecido como chumbinho.

“Todas as hipóteses estão sendo consideradas. Mas, há indícios fortes de contaminação criminal, pois esses elementos não fazem parte da dieta deles”, relata o presidente da instituição. Ele ainda lembra que, em geral, os animais ingerem essas substâncias por vias orais, por isso, a hipótese criminal é reforçada. Tanto Babu, como Belinha, tinham a mesma dieta, por isso está, preliminarmente, descartada a contaminação pela comida, já que a saúde da fêmea se encontra boa.

Reforço

Após a descoberta, a direção do Zoo remanejou vigilantes para áreas consideradas importantes, em especial, próximas a animais símbolos do local e que chamariam mais atenção. Houve também reforço de um pedido feito em 2017 para que haja a instalação de mais câmeras na unidade.

O secretário de Meio Ambiente, Igor Tokarski, assegurou que deu encaminhamento para essa solicitação, mas ainda não há prazo para que o mesmo seja entregue.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar