Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

DF tem 325 vagas de emprego abertas nesta terça (20)

Os interessados podem cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h, durante a semana

Foto: Agência Brasília

Nesta terça-feira (21), as agências do trabalhador ofertam 325 vagas de emprego. São diversas oportunidades para dez regiões administrativas e para o Entorno do DF. Em Ceilândia, o ofício de serralheiro recebe o maior pagamento do dia, R$ 2.640.

Para a região administrativa há, também, vagas para açougueiro (oito) e ajudante de açougueiro (cinco), com salários de, respectivamente, R$ 1.800 e R$ 1.442,53. Repositor em supermercado tem 18 vagas, sendo cinco exclusivas para pessoas com deficiência (PcDs).

Em Brazlândia, com salário de R$ 2.200, há oportunidades para carpinteiro (uma), eletricista de instalações (duas) e pedreiro (uma). Há, ainda, uma vaga para trabalhador rural (R$ 1.900) e dez para servente de pedreiro (R$ 1.438,80).

Exclusivas

Destinadas a PcDs, o dia reserva 143 chances: porteiro (uma vaga), recepcionista de hospital (uma), repositor de mercadorias (131), auxiliar administrativo (uma) e auxiliar de limpeza (nove). Os cargos são para atuar no Sudoeste, no Plano Piloto ou em local não fixo. Os salários variam de R$ 1.320 a R$ 1.520.

Os interessados podem cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h, durante a semana. Mesmo que nenhuma das chances do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas, podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail [email protected]. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

*Com informações de Rafaela Atta, da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar