Brasília

DF poderá ter drive-thru de doação de sangue

Com o objetivo de aumentar o estoque de sangue do Hemocentro de Brasília, o deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC) fez uma sugestão ao Governo do Distrito Federal (GDF)

Por Guilherme Gomes 08/04/2021 10h11
Para marcar o Dia Mundial do Doador de Sangue, Ministério da Saúde lança campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília

Com o objetivo de aumentar o estoque de sangue do Hemocentro de Brasília, o deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC) fez uma sugestão ao Governo do Distrito Federal (GDF). A ideia é implantar um sistema de drive-thru, em um local de fácil acesso para ajudar a melhorar os níveis dos estoques de sangue.

“A doença afastou os doadores e reduziu drasticamente os níveis dos estoques de sangue em todo o Brasil. Apesar dos hemocentros estarem preparados para receber as pessoas em condições seguras, o medo de se contaminarem no deslocamento ou ambiente hospitalar afastou os doadores”, explica o deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC).

Eduardo Pedrosa durante sessão na CLDF. Foto: CLDF

O parlamentar lembrou que mesmo com a pandemia, os hospitais seguem com atendimentos normais, para acidentes e outras necessidades de saúde. Oferecer uma alternativa segura e de fácil acesso aos doadores pode ser a solução para reabastecer os estoques do Hemocentro.

A presidente da Fundação Hemocentro de Brasília (FHB), Bárbara Simões, disse que as pessoas devem ter em mente que doar sangue é essencial. “Não existe nada que possa substituí-lo. Neste momento de pandemia, como a demanda por sangue não diminuiu, é importante que as doações também não diminuam”, afirmou.

“A organização de pequenos grupos de doação é importante para que o Hemocentro continue desempenhando seu papel durante a pandemia. Com as campanhas de doação, conseguimos mobilizar várias pessoas ao mesmo tempo, encorajando até mesmo aqueles que tinham medo de doar”, disse Bárbara Simões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quem pode doar sangue ?

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Para evitar aglomerações, os doadores devem agendar atendimento por meio do site ou pelo telefone 160, opção 2.

O candidato à doação será avaliado por profissionais de saúde para verificar se está apto a doar. Vale ressaltar que o doador deve ser sincero ao responder as perguntas feitas durante a triagem! Não omita informações importantes, pois disso depende a segurança do doador e do receptor.

Dormir pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior à doação, não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não fumar duas horas antes da doação também são recomendações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar