Brasília

Covid-19: DF registra 1.520 novos casos nesta quarta (3)

Do total de 300.919 mil casos, 4.900(1,6%) faleceram em decorrência de complicações causadas pelo vírus e 285.388 (94,8%) estão recuperados

Por Guilherme Gomes 03/03/2021 6h10

O Distrito Federal (DF) registrou, nas últimas 24 horas, 1.520 novos diagnósticos de covid-19. Desde o início da pandemia, 300.919 pessoas já foram infectadas na capital e, nesta quarta-feira (3), 10.631 casos estão ativos.

As regiões com mais casos confirmados são Ceilândia (32.713), Plano Piloto (28.374) e Taguatinga (24.123). Nas últimas 24 horas foram registrados 13 óbitos, sendo que, deste total, cinco foram notificados nesta quarta (3).

Do total de 300.919 mil casos, 4.900(1,6%) faleceram em decorrência de complicações causadas pelo vírus e 285.388 (94,8%) estão recuperados. Do total de óbitos, 442 eram moradores de outros estados.

Com relação ao local de residência dos casos, 263.569 (87,6%) residem no DF e 23.611 (7,8%) residem em outras Unidades Federadas (UF), sendo que os municípios do entorno respondem pela maior proporção dos casos de outras UF.

Hospitais de Campanha

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (DEM), confirmou nesta quarta-feira (03), que dois hospitais de campanha serão construídos na capital candanga para o enfrentamento da pandemia do coronavírus. De acordo com a informação apurada pelo Jornal de Brasília, as unidades de saúde serão construídas na regiões administrativas do Gama e de Santa Maria, além de contarem com 100 leitos de UTI.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Tenho orgulho de afirmar que no DF nossas atitudes salvaram vidas, nenhum paciente ficou sem atendimento ou sem leito. Estamos no momento mais grave da pandemia. Mas o DF ainda está em uma situação diferente porque tomamos medidas rápidas”, destacou o governador do DF.

Sobre as dificuldades financeiras enfrentadas pela população, Ibaneis disse que isso o deixa triste, mas, como governador, precisa assumir a responsabilidade. “Como Governador do Distrito Federal, preciso assumir minha responsabilidade sabendo que o DF tem condições de superar as dificuldade muito antes do resto do Brasil”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar