Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Coronavírus: suspensas visitas nas Unidades de Internação Socioeducativas

Os menores, no entanto, poderão ter notícias da família por meio de ligações telefônicas semanais

Foto: André Borges/Agência Brasília

Nos próximos cinco dias, cerca de 800 adolescentes infratores não poderão receber visitas nos próximos cinco dias nas sete unidades de internação socioeducativas do Governo do Distrito Federal (GDF).

A medida segue as orientações do Plano de Contingência contra o Covid-19 e foi publicada ontem (18) em edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). Os menores, no entanto, poderão ter notícias da família por meio de ligações telefônicas semanais.

A determinação atinge diretamente as unidades de Planaltina (UIP); do Recanto das Emas (UNIRE); de Saída Sistemática (UNISS); de Santa Maria (UISM); de São Sebastião (UISS); a Provisória de São Sebastião (UIPSS); e a de Brazlândia (UIBRA).

A suspensão das visitas, segundo a secretária da Secretaria de Justiça, Marcela Passamani, visa “preservar a saúde das pessoas privadas de liberdade, dos familiares e amigos, bem como dos servidores que trabalham nos procedimentos para a realização das visitas nas Unidades de Internação e Internação Provisória”.

De acordo com a recomendação, deverão ser mantidas as demais rotinas que envolvem o funcionamento dessas unidades, em conformidade com a jornada pedagógica estabelecida. O documento determina ainda que os diretores das unidades de internação e internação provisória que realizem, em conjunto com os profissionais de saúde e sob a supervisão da Coordenação de Políticas e Atenção à Saúde de Jovens e Adolescentes – COORPSAU, atividades de conscientização para os servidores e para os adolescentes privados de liberdade, a fim de orientar quanto à prevenção de contaminação com o coronavírus.

 

Com informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar