Menu
Brasília

Conferência discute criação do Plano Distrital da Família

A segunda Conferência Distrital para Famílias Sustentáveis ocorreu na tarde dessa segunda-feira (4), no auditório da Sinduscon, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA)

Redação Jornal de Brasília

05/12/2023 23h10

O fortalecimento das famílias do Distrito Federal passa inevitavelmente pela criação de políticas públicas eficientes que atendam aos anseios e demandas desses núcleos. Por isso, a Secretaria da Família e Juventude (SEFJ) iniciou uma série de Conferências Distritais para discutir junto aos diversos setores da sociedade civil o Plano Distrital da Família (PDF). A segunda Conferência Distrital para Famílias Sustentáveis ocorreu na tarde dessa segunda-feira (4), no auditório da Sinduscon, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

Durante a Conferência, cerca de 30 participantes, entre representantes de entidades sociais, religiosas, de federações e da administração pública que executam ações voltadas à temática de valorização e fortalecimento de vínculos familiares, apresentaram propostas para soluções em 10 eixos temáticos ligados às áreas de habitação, novas tecnologias, educação, saúde, segurança, ar limpo, transporte, acessibilidade, lazer e turismo e, por último, famílias vulneráveis.

Para Helena Mazzaro, vice-presidente da Sinduscon, os temas levantados são pertinentes. “Discutimos temas extremamente amplos e que afetam diretamente às famílias que precisam de subsídios. Foi uma reunião muito rica e que já estamos aguardando a próxima”, opinou.

“A conferência foi muito enriquecedora porque reuniu pessoas de vários segmentos que apresentaram as suas ideias”, acrescentou Érica Fuchida, presidente da Comissão de Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

As sugestões serão selecionadas para criação do PDF, que atende as diretrizes estabelecidas na Declaração de Veneza de Cidades Inclusivas para Famílias Sustentáveis, servindo como plataforma para a implantação de políticas públicas para os próximos anos.

O secretário da SEFJ, Rodrigo Delmasso, acredita que ampliar a discussão é o meio mais democrático e inteligente na tomada de decisão, uma vez que as políticas públicas estão sendo pensadas e projetadas pela população em diversos níveis. “Decidimos sair do gabinete e ir para a ação concreta, ouvindo as diferentes realidades e contextos sociais. Esse foi o papel incumbido à secretaria pelo governador Ibaneis Rocha e esperamos engajar todos os setores da sociedade para a construção de políticas públicas eficientes”, destacou.

A Secretaria da Família e Juventude irá anunciar, posteriormente, novas datas da conferência. Acompanhe no site da SEFJ e nas redes sociais da pasta – Instagram  e Facebook  – para ficar por dentro de todas as novidades.

*Com informações da Agência Brasília

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado