Brasília

Comissão da vacinação organizada por distritais cobra aquisição de vacinas da Saúde

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, esteve em reunião remota com os distritais, e afirmou que 80% da população do DF deverá ser imunizada contra a Covid-19 até dezembro

A Comissão Especial de Vacinação formada na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) cobrou a negociação para aquisição de imunizantes contra a Covid-19,nessa terça-feira (19).

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, esteve em reunião remota com os distritais, e afirmou que 80% da população do DF deverá ser imunizada contra a Covid-19 até dezembro. Ele reafirmou o alinhamento ao Ministério da Saúde, destacando que o Brasil é o “principal país em número e expertise de vacinação em todo o planeta” e ressaltou que o DF dispõe de insumos suficientes para todas as fases da imunização. O secretário ainda afirmou que o sistema de Saúde conta com 169 salas de vacinação e “grande quantidade de câmaras frias”, que garantem a segurança no armazenamento das doses.

Durante a oitiva do secretário, Arlete Sampaio (PT) pontuou que a quantidade de doses enviadas ao DF é “uma amostra grátis”. “É nada diante do universo de pessoas que a gente precisa abarcar. Sequer foi possível atingir todos os candidatos da fase 1”, afirmou.

Para o presidente da Comissão, deputado Fábio Felix (Psol), contar apenas com a vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde pode comprometer a imunização no DF. “Há necessidade de o GDF estabelecer urgentemente um ‘plano B’ de busca própria pelas vacinas. Se esperar pelo Governo, a gente pode viver uma descontinuidade da vacinação”, comentou.

Osnei Okumoto explicou que as primeiras fases de vacinação sofreram ajustes devido a quantidade menor de doses garantidas pelo Governo Federal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira fase inclui trabalhadores da saúde que têm contato direto com pacientes da pandemia; maiores de 75 anos; e pessoas com mais de 65 anos que residam em instituições de longa permanência, como asilos.

A segunda fase é voltada para quem tem entre 60 e 74 anos, a terceira, para pessoas com comorbidades. Ainda a ser definida, a quarta fase seria para professores e agentes de segurança pública.

O secretário destacou também uma série de ações que vem sendo realizadas para que a vacinação tenha sucesso, como o fornecimento adequado de água e luz nas unidades de vacinação; a disponibilização de escolas; a produção de campanha publicitária; a escolta das doses e policiamento dos postos; o apoio logístico para vacinas e equipe; a identificação de população vulnerável e treinamento do corpo técnico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o secretário, o DF registrou queda da taxa de transmissão nas últimas semanas, de 0,89 para 0,84. O sistema tem atualmente 175 leitos de UTI para Covid-19, com ocupação de 70%.






Você pode gostar