Brasília

Comissão da CLDF aprova plano de acompanhamento da vacinação contra Covid-19

A campanha de vacinação contra Covid-19 vai ser iniciada amanhã (19), às 10h, no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN)

Foto: Reprodução TV Web CLDF

A Comissão Especial de Vacinação da Câmara Legislativa aprovou, durante uma reunião remota nesta segunda-feira (18), o plano de trabalho para acompanhar e fiscalizar a vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal. A reunião foi transmitida ao vivo pela TV Web CLDF. A campanha de vacinação vai ser iniciada amanhã (19), às 10h, no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

O deputado Fábio Felix (PSOL), presidente do colegiado, considerou que ontem (17), em São Paulo, foi dado um passo importante com o início do plano de imunização. “Temos que lutar para que o DF inicie a vacinação com os insumos necessários”, disse, ao citar que a secretaria de Saúde informou ter recebido cerca de cem mil doses.

O distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos), relator da Comissão, assegurou que vai disponibilizar ainda nesta segunda-feira aos pares os planos de operacionalização nacional de vacinação contra a Covid-19 e do DF, bem como as documentações e relatórios da Anvisa relacionados à aprovação emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca. A documentação será incorporada ao relatório da Comissão. O parlamentar registrou sua preocupação com a quantidade insuficiente de doses, uma vez que é necessário imunizar 70% da população, cerca de cem milhões de pessoas, para o País sair da pandemia. Ele sugeriu uma atuação conjunta da Comissão com a bancada federal do DF para cobrar do ministério da Saúde o cronograma de distribuição e as datas do plano de imunização no DF. “Precisamos garantir que não haja descontinuidade do plano de operacionalização”, frisou.

Ao apoiar a sugestão de Delmasso, o vice-presidente da Comissão, deputado Jorge Vianna (Podemos), considerou que, embora seja justa a divisão isonômica e proporcional de doses proposta pelo ministério da Saúde, é necessário minimizar a demora no processo de vacinação. Segundo Vianna, a Comissão precisa saber a quantidade de doses que chegarão ao DF e os prazos porque tem a responsabilidade de comunicar essas informações à população. Do mesmo modo, a deputada Jaqueline Silva (PTB) endossou a união com a bancada federal e a preocupação com a quantidade insuficiente de doses. Por sua vez, o deputado João Cardoso (Avante) destacou o papel humanitário da comissão.

Audiência com secretário de Saúde

Nesta quarta-feira (19), às 16h30, a Comissão Especial ouvirá o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, sobre o plano de imunização local. Os parlamentares querem questioná-lo a respeito do quantitativo de doses, prazos, grupos prioritários e continuidade, entre outros pontos do processo de vacinação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As informações são da CLDF






Você pode gostar