Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Cobertura superior da Rodoviária é impermeabilizada

As obras de impermeabilização da parte superior da cobertura da Rodoviária do Plano Piloto começaram no início do mês e têm previsão de conclusão em quatro meses. A reforma custará cerca de R$ 1,2 milhão aos cofres do GDF, e contemplará também reforma das paredes laterais do teto, instalações de novas placas de gesso acartonado, além das instalações elétricas, telefônicas e hidráulicas. São 2.788 metros quadrados de área.

Nesta fase inicial do projeto, apenas cinco homens fazem o trabalho de retirada da manta metálica danificada que cobre a laje. A parte seguinte será a limpeza da área para recebimento de novo tapete impermeável, que vai eliminar, entre outras coisas, as infiltrações e goteiras. Acredita-se que entre 15 e 20 homens estarão envolvidos quando a obra atingir o seu auge.

Uma empresa contratada pela Novacap, por meio de licitação, executa os serviços. “A Rodoviária é um dos pontos de maior circulação em Brasília e que merece muita atenção. Este governo tem olhado com bastante prioridade as melhorias da Rodoviária, e este é mais um investimento que vai melhorar a qualidade de vida e a segurança da população que frequenta o local”, afirma o presidente da Novacap, Fernando Leite.

“Quando fizeram a reforma da plataforma superior, em 2016, não foi feita a impermeabilização da área. Com a chuva, as instalações elétricas e o gesso acartonado ficaram comprometidos”, explica o administrador da Rodoviária e da Área Central de Brasília, Josué Martins Oliveira. “Com essa nova obra, será feita a impermeabilização da laje da plataforma superior e outros serviços.”

A movimentação no local animou os usuários do terminal. Há cinco anos dono de uma loja de acessórios de celular, Leonardo Araújo, 31 anos, cansou de ver colegas aborrecidos com as goteiras e infiltrações. “O vazamento ia até lá embaixo, no banheiro, uma loucura. Felizmente, não passei por isso, mas muitos lojistas amigos foram prejudicados com as goteiras, espero que agora melhore de vez”, conta.

Há dois meses gerente de uma loja de roupas na plataforma superior da rodoviária, Manoel Estevão, 30 anos, nem desconfiava que homens trabalhavam, desde as 7h, a poucos metros de seu teto. Embora recente no espaço, ficou feliz em saber da preocupação do governo com melhores condições de trabalhos para os usuários do local. “É uma prova de que o poder público está preocupado em dar melhores condições de trabalho para a gente”, diz.

Coração da capital

Localizada no coração de Brasília, a Rodoviária do Plano Piloto foi um dos primeiros prédios públicos do governo construídos na capital. A inauguração ocorreu em setembro de 1960. Até por uma questão de logística, o local concentra grande fluxo de pessoas do próprio DF e de várias regiões do país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acredita-se que cerca de 700 mil cidadãos passam diariamente por lá. A plataforma superior, onde a obra está sendo executada no momento, é área de ligação com o Conic, Conjunto Nacional, setores bancários Sul e Norte, além dos setores Hoteleiros Sul e Norte.

“É uma área de transição muito importante da cidade por onde passam milhares de pessoas. Essa obra vai beneficiar, diretamente, usuários e comerciantes da Rodoviária. Estamos falando de 300 mil pessoas”, defende Josué Martins.






Você pode gostar