Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Clima quente e chuvoso continua a durante a semana

Nesta segunda-feira (17) é de 29º e a mínima de 17º. O clima abafado prevalece, com a presença de muitas nuvens com pancadas de chuvas

Foto: Por Tereza Neuberger/ Jornal de Brasília

Elisa Costa
[email protected]

Segundo as informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a temperatura máxima em Brasília neste domingo (17) ficou em 31º e a mínima em 17º. De acordo com o relato de moradores, foram registradas chuvas fracas no Plano Piloto, Sobradinho, Park Way e Jardim Botânico.

Nesta segunda-feira (17) é de 29º e a mínima de 17º. O clima abafado prevalece, com a presença de muitas nuvens com pancadas de chuvas e trovoadas isoladas entre o período da tarde e da noite. A umidade relativa do ar na capital fica entre 40% e 95% e a probabilidade de chuva é de 90%, com ventos de até 12 quilômetros por hora. Amanhã (19), a máxima será de 30º e a mínima de 20º. A temperatura máxima continua a variar entre 27º e 30º ao longo da semana e para quem sofre com o tempo seco, a boa notícia é que a umidade relativa pode chegar a 100% na quinta-feira (21).

Os ventos serão moderados e com rajadas, o que ajuda a amenizar a sensação térmica. No decorrer da semana passada, chuvas fortes atingiram várias regiões do DF, como Águas Claras, Taguatinga, Lago Norte, Asa Norte, Asa Sul, Park Way e Planaltina, com ventos que atingiram de 60 a 100km/h. Apesar disso, o calor não deu trégua durante o dia.

De acordo com o meteorologista do Inmet, Mamedes Luiz Melo, a combinação entre as tempestades isoladas e clima quente é típica da região Centro-Oeste: “Vai ter formação de nuvens e vai ter tempestades. Está chovendo, não em todos os lugares, mas está”, finalizou. De acordo com Mamedes, a chance de chuva durante a semana se mantém de 70% a 90%, em todo o DF, decorrente da junção entre a temperatura alta e umidade alta.

O DF e mais 16 estados brasileiros estão em estado de alerta para chuvas intensas, indicando perigo potencial. As chuvas intensas formam uma faixa que vai do Acre até o litoral do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Algumas regiões do Acre, Rondônia, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Amazonas estão em alerta laranja, que indica perigo devido a chance de tempestades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar