Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Chefe de facção que atuava no DF é preso em Mato Grosso do Sul

O criminoso estava foragido desde 2019 quando a PCDF realizou a Operação Rosário, ocasião em que foram presos membros da facção acusados de crimes como homicídios e organização criminosa

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio do DECOR – Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado, prendeu o líder da facção criminosa conhecida como “Comboio do Cão” ou “CDC”, Wilian Peres Rodrigues, vulgo “WILINHA”, na manhã desta sexta-feira (30).

O criminoso estava foragido desde 2019 quando a PCDF realizou a Operação Rosário, ocasião em que foram presos membros da facção acusados de crimes como homicídios e organização criminosa. Willian conseguiu fugir para lugar incerto e desde então vinha sendo procurado pela polícia.

A ação ocorreu na cidade de Paranhos/MS, divisa com o Paraguai, onde os policiais do DECOR/PCDF contaram com o apoio da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, por meio da DIP – Departamento de Inteligência e do GARRAS. As investigações para localizar o alvo passaram por alguns estados, além da fronteira entre Brasil e Paraguai, de onde supostamente vinham drogas e armas para o grupo Distrito Federal.

Wilian Peres Rodrigues foi preso em um imóvel residencial e não reagiu à ação dos policiais. Na residência foi encontrada uma pistola calibre 9 mm, com carregador estendido e grande quantidade de munições.

O detido foi imediatamente conduzido à cidade de Dourados (MS) e transportado para Brasília, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O grupo de Wilinha atuava em todo o Distrito Federal no tráfico de drogas, armas, homicídios, lavagem de dinheiro e outros crimes. O CDC é conhecido pela violência com que atua na eliminação de desafetos e traficantes rivais, fazendo uso de pistolas de grosso calibre e de última geração.






Você pode gostar