Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Secretário confirma novo horário de funcionamento de bares e restaurantes

Com a atualização dos horários, bares e restaurantes poderão funcionar até a meia-noite, e o horário fixado para o recolhimento noturno passa a ser 1h

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Mateus Souza
[email protected]

Durante a coletiva do Governo do Distrito Federal sobre as ações de combate à pandemia, o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, confirmou a edição de um novo decreto que aumentará o horário de funcionamento de bares e restaurantes. A medida foi assinada pelo governador Ibaneis Rocha.

Com a atualização dos horários, bares e restaurantes poderão funcionar até a meia-noite, e o horário fixado para o recolhimento noturno passa a ser 1h. O decreto também libera a venda de bebidas alcoólicas até a meia-noite, assim como as entregas residuais de alimentos, por aplicativos de entrega ou outros serviços de delivery.

Relatório

Nesta semana, o Distrito Federal recebeu 79.030 vacinas que serão aplicadas como dose 1 (D1), e outras 30.000 que serão aplicadas como dose 2 (D2). Com a chegada da nova remessa, o governador do DF, Ibaneis Rocha, anunciou que será aberto o agendamento de pessoas a partir de 48 anos, nesta sexta-feira (25). Foram reservadas 30 mil doses para atender ao público dessa faixa etária.

A flexibilização das medidas ocorre devido à redução da taxa de ocupação de leitos, além da estabilidade na taxa de transmissão do coronavírus. A taxa de transmissibilidade registrada no Distrito Federal encontra-se em 0.99, sendo que o número abaixo de 1 indica que a pandemia está em fase de remissão.

Segundo o secretário da Casa Civil, o DF possui 53 leitos vagos e seis pessoas na lista de espera. Vale ressaltar que a lista de espera também é integrada por pessoas que aguardam o resultado do teste de Covid-19. Quando à ocupação de leitos, houve uma queda em todas as faixa etárias. Quanto aos hospitais de campanha do Distrito Federal, há 300 leitos e, desse total, 118 estão vagos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar