Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Prédio desaba em Fortaleza e faz uma vítima fatal. Veja vídeos

Ao todo, são 20 vítimas. Duas delas estão sob os escombros e conversam diretamente com os bombeiros

Publicado

em

Publicidade

Da redação
redacao@grupojbr.com

Um prédio desabou em Fortaleza na manhã desta terça-feira (15), por volta de 10h30. O desabamento atingiu o edifício Andréa, no cruzamento da rua Tibúrcio Cavalcante com a Tomás Acioly, no bairro Dionísio Torres.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o saldo é

  • Uma pessoa resgatada morta
  • Um cachorro resgatado com vida
  • Sete pessoas resgatadas com vida
  • Duas pessoas em conversa direta com os bombeiros
  • Dez pessoas reclamadas por parentes, mas não localizados

Uma ex-moradora do prédio afirmou que ele foi construído há mais de 40 anos e passava por reformas. Com sete andares e dois apartamentos por andar, o edifício apresentava infiltrações nas áreas interna e externa do prédio.

Veja vídeos:

O prédio tinha sete andares, incluindo a cobertura. O bairro é de classe média alta da região. Segundo populares, várias famílias moravam no prédio, inclusive crianças.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão no local. Alguns médicos fazem atendimentos presenciais, enquanto outras ambulâncias já transportaram feridos para unidades de saúde próximas. Uma pessoa foi vista dentro de uma ambulância com braço e perna enfaixados.

A princípio, a queda não atingiu outros imóveis, apesar de funcionar um centro comercial bem próximo ao prédio desabado.

O Corpo de Bombeiros pediu para todos os moradores da região deixarem as residências, pois há risco de explosões devido a possíveis vazamentos de gás e risco de choque elétrico devido aos fios de energia espalhados pela rua.

O prefeito de Fortaleza, Camilo Santana, se pronunciou. Veja:

Foto: Reprodução/Facebook

Treinamento

O Corpo de Bombeiros realizou treinamento em Brasília no ano passado. 24 militares se especializaram em busca e resgate de estrutura colapsada, em curso ministrado pelo CBMDF, como explica o comandante da comunicação social e instrutor do treinamento, tenente coronel Moisés Alves Barcelos.

Reportagem em atualização. Aguarde mais informações


Você pode gostar
Publicidade