fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia de Cuiabá investiga causa da morte de uma criança após ingerir bebida achocolatada

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Ana Lúcia Ferreira
ana.ferreira@jornaldebrasilia.com.br

A polícia de Cuiabá investiga as causas da morte de uma criança de dois anos de idade, nessa última quinta-feira (25). Segundo informações preliminares, a criança passou mal após ingerir uma bebida achocolata por volta das 9 horas da manhã na residência da família, no bairro parque Cuiabá. O menino deu entrada na Policlínica do Coxipó com parada cardiorrespiratória na mesma data.

Na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a mãe da criança, D.C.S, de 28 anos, informou que seu filho R.C.S.S, de 2 anos, ingeriu a bebida da marca Itambé pela manhã. Minutos após tomar o líquido, o menino apresentou falta de ar e ficou com o “corpo mole e com princípio de desmaio”. Ela afirmou também que o filho estava resfriado há dois dias, com coriza, mas sem febre.

A mãe relatou, ainda, que ela e o tio da criança também beberam um pouco do achocolatado e sentiram-se mal, com tonturas e náuseas. O tio, inclusive, teria sido encaminhado a uma unidade hospitalar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Policlínica onde o garoto foi atendido confirmou o estado de saúde em que a criança chegou ao hospital. “Ele deu entrada com parada cardiorrespiratória e sem os sinais vitais. Foram feitos todos os procedimentos para a reanimação, mas a criança não resistiu”, afirmou Lidiane Siqueira, coordenadora da unidade.


Investigações

O caso é conduzido pela Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica). A assessoria da Polícia Civil do estado informou que “a investigação está em andamento e que depende da emissão dos laudos para continuar os trabalhos”.

A corporação registrou que, para a perícia, foram apreendidas cinco caixas do achocolatado da marca, sendo três fechadas e duas abertas – uma vazia, por ser a ingerida pela vítima. O material foi encaminhado para análise, bem como os exames com as amostras colhidas da criança no exame de necropsia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A mãe declarou à corporação que ganhou as cinco caixinhas de um vizinho, o qual não foi localizado para dar maiores informações.


Lote suspenso

A Anvisa publicou em sua página oficial, nesta segunda-feira (29), a determinação que suspende a comercialização do lote MA 21:18 da bebida.

“A interdição cautelar da bebida láctea Itambezinho, sabor chocolate, 200ml, fabricado por Itambé Alimentos S/A, com validade até 21 de novembro de 2016, foi tomada em razão do falecimento de uma criança após a ingestão do produto em Mato Grosso. A Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) apura as causas da morte. A suspeita de envenenamento provocado por terceiros também é avaliada”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Resolução vigorará por 90 (noventa) dias e poderá ser suspensa caso não sejam confirmadas irregularidades.


Nota da empresa

Em nota a empresa informou que “o referido produto está no mercado há mais de uma década e nunca apresentou qualquer problema correlato. Até o presente momento, não teve nenhuma outra reclamação do mesmo lote”. A empresa ressaltou que “realiza regularmente provas internas e em laboratórios externos de seus produtos e reitera seu compromisso com a qualidade”.

Ainda segundo o documento, a empresa informou que “disponibilizou as contraprovas para os órgãos oficiais e continuará trabalhando em conjunto para outros esclarecimentos que se fizerem necessários”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade