Menu
Vinhos e Vivências
Vinhos e Vivências

Não é só mais um Sauvignon Blanc

Coluna de hoje traz detalhes sobre o Marchese Vinhos e Vinhedos. A importadora Grand Cru também tem novidades. Confira:

Cynthia Malacarne

12/05/2023 5h00

Atualizada 11/05/2023 16h17

Foto: Cynthia Malacarne

Já disse que Brasília irá se tornar referência em produção de vinhos de inverno no Brasil. Para quem ainda não sabe o que é vinho de inverno, vou tentar resumir: significa que a colheita é feita durante o inverno e são realizadas duas podas para conseguir inverter o ciclo produtivo da videira.

Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal e Espírito Santo são as regiões brasileiras que possuem esse tipo de vinho.

A Marchese Vinhos e Vinhedos, formada essencialmente por agricultores com descendência italiana, manteve as tradições de seus antepassados. No final dos anos 1970 chegaram em Brasília, e a produção agrícola era basicamente de grãos. Fabrício Marchese e sua esposa, Renata, em 2017, começaram a planejar o plantio do vinhedo e a elaboração dos vinhos.

Fabrício se inspirou em seu pai, que contava histórias de gerações passadas sobre como as primeiras mudas de videiras foram plantadas pelos italianos no Rio Grande do Sul, trazidas nos navios que chegaram ao Brasil, no final do século XIX. Foi o Sr. Elias Marchese, pai de Fabrício, quem o ensinou a manejar a videira e realizar as podas de forma correta.

Fabrício e Renata Marchese. Foto: arquivo pessoal

Para a família Marchese, produzir vinho em Brasília é, além de um grande sonho, um desafio. Com muita dedicação e usando novas tecnologias, como a dupla poda e a irrigação por gotejamento, trabalham na produção de vinhos finos de colheita de inverno, que expressam a autenticidade do “terroir” do Cerrado.

O vinhedo Marchese foi plantado em 2020 com as variedades Syrah, Cabernet Franc, Sauvignon Blanc e Primitivo. E somente dois anos depois foi realizada a primeira vindima. Os melhores cachos foram selecionados e colhidos manualmente. Todo esse cuidado resultou em um vinho exclusivo, pois foi vinificado um único lote, com apenas 600 garrafas numeradas dessa primeira safra histórica.

O primeiro vinho da variedade Sauvignon Blanc é completamente diferente dos vinhos da América do Sul que estamos acostumados a provar. O Sauvignon Blanc da Marchese nos lembra mais os vinhos franceses desta variedade. Possui muita complexidade aromática, acidez e frescor incríveis, salinidade que nos faz pedir por comida, e não posso deixar de mencionar o leve aroma de maracujá do Cerrado.

Foto: Cynthia Malacarne

Ainda não sei quando chegará ao mercado, mas ficarei atenta para informá-los, porque esse vinho merece ser conhecido e provado por todos os apaixonados pela bebida.

Lançamento do vinho Sauvignon Blanc Marchese Vinhos e Vinhedos, no Memorial Juscelino Kubitschek, em Brasília Foto: Divulgação

Grand Cru apresenta o Felino Alba, novo vinho da Cobos

A importadora de vinhos Grand Cru lança em Brasília o mais novo rótulo da renomada Viña Cobos, de Paul Hobbs: o Felino Alfa Malbec.

A linha Felino é conhecida do brasileiro, e o novo integrante, Felino Alfa, chega para complementar esse portfólio.

Foto: Divulgação

Para o lançamento, a loja da Grand Cru Lago Sul realizará, na próxima terça-feira (16), um evento com a presença de Vinícius Santiago, Head Sommelier, apresentando o novo aos clientes e imprensa.

Foto: Divulgação

Felino Alfa, elaborado com a variedade Malbec, cultivadas e colhidas manualmente em Altamira e Los Arboles, regiões de vinhedos do famoso Vale do Uco, na Argentina.

Foto: Divulgação

O vinho será vendido em todas as lojas da Grand Cru, incluindo as unidades Lago Sul e Brasília Shopping.

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado