Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Lançamento Reguengos Garrafeira dos Sócios 2017

O Brasil é o principal mercado para os vinhos da CARMIM, por isso a decisão de primeiro lançar aqui o seu vinho ícone

Por Cynthia Malacarne 17/06/2022 11h52

A vinícola portuguesa CARMIM, da famosa região do Alentejo, lançou semana passada, em Brasília, seu vinho ícone Reguengos Garrafeira dos Sócios 2017. A safra de 2017 é considerada excepcional em termos de qualidade.

O Brasil é o principal mercado para os vinhos da CARMIM, por isso a decisão de primeiro lançar aqui o seu vinho ícone. Realmente o vinho Reguengos Garrafeira dos Sócios 2017 transmite todo o potencial de qualidade presente na região do Alentejo e expertise do enólogo Tiago Garcia, ao elaborar este vinho elegante, e ao mesmo tempo encorpado, com taninos firmes, aromas de frutas negras e com notas de especiarias.

A importadora Porto a Porto é a responsável pela inserção deste vinho no mercado brasileiro, e seu preço médio é de R$ 300,00.

Vinhedo Espacial – Petrus em órbita

Conforme noticiado pela revista de vinhos Decanter, foram plantadas videiras das castas Merlot e Cabernet Sauvignon e lançadas em órbita, junto a garrafas do famoso vinho Château Petrus, safra 2000.

Segundo a Space Cargo Unlimited, empresa que lidera o projeto, é possível ver as primeiras “uvas espaciais”. Pesquisas iniciais sugerem resultados promissores e há planos para uma “colheita espacial” em 2023. Um total de 320 viderias passaram mais de um ano na Estação Espacial Internacional ao lado das garrafas do famoso Petrus, antes de voltar à Terra no início de 2021.

O projeto “Mission Wise”, da Space Cargo Limited, em colaboração com o Instituto de Vinhos da Universidade de Bordeaux, o ISVV, conta também com outros parceiros, tem como objetivo analisar o impacto da microgravidade e condições extremas nas videiras, observando diferenças genéticas em comparação com as amostras deixadas na Terra.

Como resultados preliminares podê-se comprovar que as “videiras espaciais” adquiriram maior resistência a doenças e pragras como o míldio e à filoxera, além de mudanças na composição dos polifenóis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A vindima espacial está prevista para 2023, seguida de microvinificação para criar vinhos de teste para a pesquisa. Outras variedade de uvas serão colocadas em órbita em 2024.

Segundo o diretor científico do grupo, Michael Lebert, há a possibilidade que no espaço seja possível desenvolver videiras orgâncias, residentes às mudanças climáticas. Ainda há muita pesquisa e trabalho a serem realizados, mas a perspectiva é animadora.

A análise química do vinho espacial Petrus 2000 também está em andamento, Em uma degustação no ano passado, Jane Anson escreveu para a Decanter que o Petrus 2000 do espaço parecia “um pouco mais evoluído do que o esperado”, em comparação com a amostra do Petrus 2000 da Terra.

Agora vamos esperar que nós simples mortais possamos provar vinhos elaborados com uvas espaciais!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Harmonizações de Inverno

Com as noites mais frias os jantares possuem cardápios voltados para os pratos de inverno, como o fondue de queijo. Entretanto erra quem pensa que a melhor harmonização para o fondue é o vinho tinto.
Os melhores vinhos para acompanhar o fondue são os brancos como Sauvignon Blanc, Pinot Gris, Chardonnay (mas sem passagem por barrica) e também espumantes. Isso porque é preciso acidez para acompanhar esse prato, e os vinhos brancos possuem acidez mais elevada que os tintos. Caso queira insistir num vinho tinto, as sugestões seriam vinhos das castas Pinot Noir ou Gamay.








Você pode gostar