Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Entenda as tendências de investimento-anjo e startups no Brasil e no mundo

Estive na 9ª edição da Conferência Nacional da Anjos do Brasil, em São Paulo, no último dia 31. Confira um resumo do evento

Por Daiany Nasteoli 04/11/2022 11h23
Foto: Daiany Nasteoli

No último dia 31 de outubro, tive a oportunidade de participar da 9ª edição da Conferência Nacional da Anjos do Brasil, em São Paulo, um evento de conexão entre investidores e empreendedores. O encontro foi promovido pela Anjos do Brasil, maior entidade de fomento a investimento-anjo do país que tem por objetivo difundir e maximizar o investimento em negócios de alto impacto.

O investimento-anjo é considerado a maior fonte de capital para startups. Para quem quer investir e ser sócio nesse tipo de empresa, essa pode ser uma boa alternativa para aplicar o dinheiro. Grandes empresas internacionais como Google, Facebook e Apple tiveram seus projetos iniciais com a participação de investidores-anjo.

O congresso foi uma ótima oportunidade para empreendedores se conectarem com vários investidores-anjos, pois reuniu executivos de companhias investidoras, gestores de fundos, aceleradoras e incubadoras, além de ter proporcionado o privilégio de conhecer de perto a história de empreendedores de sucesso, como a do Romero Rodrigues, dos pal estrantes nesta edição.

Romero Rodrigues é o co-founder do site de busca de produtos e pesquisa de preços Buscapé. À coluna, ele falou sobre o novo momento do mercado e como isso impacta na avaliação de empreendedores. Romero é sócio responsável pela Headline, fundo Venture Capital em parceria com a XP, onde gere o recém captado Headline 3 com R$ 916 milhões e os fundos Redpoint 1 e 2 com mais de R$ 1,5 bilhão.

Há 24 anos empreendendo e investindo, Romero esteve envolvido em mais de 200 startups, nove delas hoje unicórnios (nome dado a empresas com mais de R$ 1 bilhão em valor de mercado). Em 1998, cofundou o Buscapé, uma das primeiras startups do Brasil, onde foi CEO por 16 anos até 2014. Em 2009, a Naspers (dona de iFood, OLX e Wechat), adquiriu a Buscapé por um valor de mercado de 374 milhões de dólares, recorde até maquela data.

Romero Rodrigues. Foto: Divulgação

Empreender em startups pode ser um desafio extremamente recompensador. No Brasil, o universo delas é próspero, e muitas já atingiram centenas de milhões de reais em valor de mercado. São empresas inovadoras, que se baseiam em tecnologia. Elas “vão com tudo” para crescer, aceitando correr riscos e captando investimentos externos para acelerar ainda mais seu crescimento. Geralmente têm grande potencial para transformar o mercado e a economia e melhorar a vida das pessoas. Via de regra, a maioria tem três destinos: pode ser incorporada por outra grande empresa; se tornar um unicórnio; ou ir a falência e o empreendedor iniciar outro projeto.

Minha visão é que investidores-anjo irão continuar investindo e apoiando negócios inovadores construídos por empreendedoras e empreendedores diversos e que trazem respostas efetivas para grandes problemas existentes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Meus parabéns a Anjos do Brasil pelo grande evento e por liderarem um movimento tão importante para o país e contribuírem para o desenvolvimento do nosso ecossistema. O conteúdo e a qualidade dos palestrantes foram excelentes, os participantes e as oportunidades para networking foram muito ricas. A apresentação de cases e exemplos práticos proporcionou aos participantes um entendimento profundo do que é empreender com impacto e inovação e do diferencial que é obter investimento-anjo. A organização durante o evento foi impecável. Fiquei muito feliz pelo convite e por ter participado, muito obrigada por esta oportunidade incrível.

Se você quer saber mais e se aprofundar em temas que permitem investir em startups com confiança e baseado em dados e boas práticas, fique atento à programação da Anjos do Brasil no Instagram ou no site.






Você pode gostar