fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Coluna Marcelo Chaves

Jorge Paulo Palhares e Isadora Campos batizam a filha Maria Isabel aos pés do Cristo Redentor

Marcelo Chaves

Publicado

em

PUBLICIDADE

Após receber uma bênção especial na Catedral de Brasília em uma missa intimista apenas com a presença da família, a pequena Maria Isabel Aires Campos Peixoto de Castro Palhares seguiu dias depois para o Rio de Janeiro, onde foi batizada no Santuário do Cristo Redentor, no Corcovado, em uma bonita manhã de sol.

Jorge Paulo Palhares, Ivonice Campos, Isadora Campos, padre Jorjão, Andrea Palhares e Paulo César Palhares Filho

A cerimônia de batismo, realizada excepcionalmente na última quinta-feira, foi conduzida pelo padre Jorjão Neves em um dos cartões postais mais famosos do mundo. Os pais de Maria Isabel, o empresário Jorge Paulo Palhares e a mãe, a advogada Isadora Campos, estavam presentes com a família e os amigos.

Isadora Campos com Sofia Peixoto, Maria Isabel e Luiza Nasser Caiado

Com o dia agradável e todos os cuidados tomados por conta da pandemia de covid-19, cerca de 20 convidados presenciaram o encontro. O local foi uma escolha dos pais do bebê pelo simbolismo, pelo fato do local ser dedicado à Nossa Senhora Aparecida de quem são devotos, e por limitar o número de pessoas.

Jorge Paulo com a mãe Christiana Palhares, Isadora Campos, Maria Isabel, Paulo César e Ivonice Campos

Logo após o batizado da pequena, todos seguiram para o apartamento de Jorge Paulo e Isadora, com uma vista paradisíaca da praia de São Conrado. Um almoço celebrou a data. A tarde contou com cardápio caprichado com destaque para o foie gras, os rolinhos de pato trufado e os camarões crocantes servidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A madrinha Raphaela Trussardi Severiano Ribeiro

Drinques com a imagem do Cristo, bem como os doces e bolos que também ganharam a imagem do Redentor receberam elogios no evento regado a champanhe Perrier-Jouët e com uma decoração especial que consumiu cerca de 1.100 botões de tulipas, orquídeas e mini rosas brancas, tudo delicadamente ornamentado.

Maria Isabel

Vestindo um lindo mandrião com 103 anos, relíquia usada nos batizados da família Souza Campos, Maria Isabel virou o centro das atenções, recebendo inúmeros paparicos na ocasião. Também com extremo valor sentimental foi a Bíblia usada no batismo, que pertenceu à bisavó da criança, a saudosa dona Ivonina.

Entre as lembranças entregues aos convidados estavam água benta em frascos de Espírito Santo em prata, além de salvas de prata com o nome gravado de cada convidado. Preocupados com a pandemia e tomando vários cuidados, os anfitriões ofereceram máscaras e álcool em gel personalizados pela Remembear.

Fotos: Felipe Menezes

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade