Menu
Coluna Marcelo Chaves
Coluna Marcelo Chaves

Jardins da Embaixada de Portugal ganham exposição inaugurada com evento

Mostra dialoga com questões e valores da Revolução dos Cravos

Marcelo Chaves

10/05/2024 10h00

A Embaixada de Portugal, em Brasília, ganhou uma aplaudida mostra nos jardins de sua sede na capital, em celebração aos 50 anos da Revolução dos Cravos, em 2024. A exposição Arte no Jardim foi aberta esta semana. O encontro para seletos convidados contou com a presença da ministra da Cultura, Margareth Menezes, do anfitrião, embaixador de Portugal, Luís Faro Ramos, e do CEO da EDP Brasil, João Marques.

A diretora do Instituto Camões Brasília, Alexandra Pinho, o curador Marcelo Jorge, a ministra da Cultura, Margareth Menezes, e o embaixador de Portugal, Luís Faro Ramos

De 9 de maio a 17 de outubro, o público poderá conferir de perto obras de 11 artistas portugueses e brasileiros. São criações de arte contemporânea instaladas nos jardins da Embaixada de Portugal, que permeiam diversas linguagens da arte erudita e popular. Portugal viveu sob um regime ditatorial por quase 50 anos (de 1926 a 1974) e nesse período os portugueses foram marcados por dolorosas e difíceis memórias.

Artista plástico Márcio Carvalho e o curador Benjamin Weil

Lembranças de repressão a movimentos operários, de controle da imprensa, do fortalecimento do patriarcalismo como sistema social, da censura e do combate a movimentos de libertação em suas colônias africanas. Em 1974 a insatisfação geral com o regime, a crise econômica no país e a impopularidade das guerras na África provocou um desejo de mudança, originando o Movimento das Forças Armadas.

João Marques da Cruz

No dia 25 de abril do mesmo ano, a Revolução dos Cravos marcou o fim de uma longa ditadura com a restauração da democracia em Portugal. “Arte, cidadania e democracia em língua portuguesa. Uma iniciativa que informa, educa e conscientiza pessoas de todas as gerações que nos honram com sua visita, lembrando, valores que nos inspiram”, comentou o embaixador português Luís Faro Ramos, anfitrião da tarde.

Dino d’Santiago e o embaixador de Cabo Verde, José Pedro Chantre
Maria Paula foi a mestre de cerimônia

Fotos: Gabriel Rocha

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado