Menu
Futebol ETC
Futebol ETC

Se tudo der certo, Robinho vai mofar na cadeia, após ser “dedurado” por ex-amigo

Na entrevista que deu à Record, o também condenado Ricardo Falco se diz arrependido por mentir para ajudar Robinho

Marcondes Brito

11/06/2024 7h11

No final e março, quando foi preso em Tremembé, em São Paulo, o ex-jogador Robinho acreditava que ganharia liberdade rapidamente. Agentes penitenciários ouvidos pela Folha disseram que Robinho brincou dizendo que iria comer ovo de Páscoa em casa. Os servidores contaram que ele se dizia convicto de que conseguiria uma decisão favorável em poucos dias.

A previsão de Robinho não apenas estava errada como agora a situação parece que vai se complicar ainda mais. Ricardo Rocha Falco, amigo do ex-jogador, que também foi condenado a nove anos de prisão por estupro pela Justiça italiana, disse que mentiu e agora pretende falar “toda a verdade”, pois precisa “colocar tudo para fora, falar tudo”.

Em entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, da Record TV, Ricardo disse que se arrepende de não ter dito tudo o sabia e ter ficado ao lado de Robinho. “Quero que acabe isso, faz cinco anos que minha vida é um pesadelo, é um fantasma em cima de mim. Quero me entregar, passar o que tem que passar, voltar minha vida do zero e ser a pessoa que sempre fui”, completou.

Ricardo Falco foi preso na sexta-feira (7) ao se apresentar à sede da Polícia Federal em São Paulo. Tanto ele quanto Robinho foram condenados pelo crime de estupro contra uma mulher albanesa, em uma boate de Milão, na Itália, no ano de 2013.

O que ele disse

Rememorando a cena do crime, Ricardo Falco relatou que a albanesa chegou à mesa em que Robinho estava acompanhado da esposa. A mulher do ex-jogador foi embora e ela permaneceu no local. Depois, um dos amigos de Robinho teria ficado com ela e os dois foram para a chapelaria da boate.

“Depois o Robinho entrou e todos foram atrás. Quando eu entrei e vi o que estava acontecendo, não fiquei abismado porque a pessoa não estava jogada no chão. O Robinho até saiu antes, ela saiu e ficou chorando no canto. Ela mesma estava na mesa e se serviu. O Robinho tinha pagado a mesa, uma bebida. Tudo não durou nem 10 minutos, te garanto. Seis homens estavam lá dentro, mas não foram todos que tiveram relação, só dois. Outros dois tiveram relação oral. Eu e mais um não tivemos contato com a vítima. Foi uma orgia”, detalhou o ex-amigo. 

“Me arrependo de não falar toda a verdade e tudo o que eu vi, de ter ficado do lado do Robinho”, complementou o entrevistado da Record.  E prosseguiu: “Eu menti. Agora vou dizer toda verdade, eu precisava colocar tudo para fora, falar tudo. Quero que acabe isso, faz cinco anos que minha vida é um pesadelo, é um fantasma em cima de mim. Quero me entregar, passar o que tem que passar, voltar minha vida do zero e ser a pessoa que sempre fui. Eu quis limpar a barra dele [Robinho]. Não foi nem para mim, porque não fiz nada. O único depoimento que dei foi como testemunha. Se tivesse câmera de segurança, ele estava lascado, ia pegar as imagens e ia provar que teve relação. Na verdade, para mim, seria até bom que tivesse câmera, ia aparecer que eu não fiz nada”, disparou Ricardo Falco.

Em resumo, se tudo der certo, Robinho vai mofar na cadeia. 

Acompanhe as atualizações da coluna “Futebol Etc” nas redes sociais, no Twitter e também no Instagram. Mande sugestões para a coluna pelo email [email protected]

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado