fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Vem aí o aulão do Enem

O professor e deputado distrital Reginaldo Veras vai liderar um aulão, por meio de uma live, no YouTube, para ajudar os alunos que vão prestar o exame

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
(colaborou Cláudio Py)

Um grupo de professores, liderados pelo professor e deputado distrital Reginaldo Veras (PDT/foto) vai fazer um aulão, por meio de uma live, no YouTube, para ajudar os alunos que vão prestar o Enem. Eles esperam com isso auxiliar os estudantes que ficaram sem aulas devido à paralisação imposta pelas medidas de distanciamento social.

UNE

Ainda sobre o Enem, a União Nacional dos Estudantes (UNE) e outras instituições da sociedade civil vão realizar, amanhã, ato virtual de protesto contra a decisão do MEC de não acolher os pedidos para adiamento do Enem e manter os exames para o início de novembro.

Exclusão

Para Élida Elaine, vice-presidente da UNE, a postura prejudica muitos alunos com dificuldade de manter a rotina por conta do combate à covid-19 e “exclui a população de baixa renda do ensino superior”. “Não aceitamos”, ressaltou.

Estímulo a doações

A CLDF aprovou, terça-feira (5) projeto que estimula a doação de medicamentos, materiais e insumos hospitalares ou reformas nas unidades de Saúde do Distrito Federal. O texto, de autoria do deputado distrital José Gomes (PDB), segue para sanção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Iniciativa privada

De acordo com o parlamentar, a intenção do projeto é incentivar a iniciativa privada a cooperar com a saúde pública da capital. “A solidariedade é ferramenta essencial para que a saúde pública continue sendo universal e de qualidade”, disse José Gomes.

Nova administração

O STJ, responsável pelo julgamento de questões infraconstitucionais no país, elegeu por aclamação, terça-feira (5), a nova composição de sua administração. O próximo presidente será o ministro Humberto Martins, atual corregedor nacional de Justiça.

Corregedores

O ministro Jorge Mussi foi eleito para os cargos de vice-presidente do STJ e corregedor geral da Justiça Federal. E a ministra Maria Thereza Moura será a próxima corregedora nacional de Justiça. Sediado no DF, o STJ é conhecido como “Tribunal da Cidadania”.

Videoconferências

Está em tramitação no Congresso Projeto de Lei (PL) que autoriza o uso da videoconferência para atividades jurídicas. A proposta é de autoria da deputada federal Paula Belmonte (Cidadania-DF) e surgiu a partir de pedido de defensores públicos.

Atividade jurídica

A deputada contou que a Defensoria Pública está enfrentando problemas para atender principalmente casos das áreas trabalhista e de saúde. “É preciso aumentar o acesso da população a esses serviços e, não, dificultar”, disse Paula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Congelamento de salários

Na votação do projeto de ajuda aos estados e municípios pela Câmara esta semana, a deputada Flávia Arruda (PR-DF) foi outra parlamentar do DF que apresentou emendas contra o congelamento dos salários dos servidores e também dos professores.

Realidade

Segundo a deputada, a decisão deve ser passada aos governadores e prefeitos que, a seu ver, “sabem a realidade de cada local, quando e como podem dar reajustes”. “Além de congelar salários, o texto impede o crescimento das carreiras”, destacou.

Câmaras de segurança

O deputado Valdelino Barcelos (PP) comemora a aprovação de Projeto de Lei de sua autoria, pela CLDF, que torna obrigatória a instalação de câmeras de segurança em asilos e creches para idosos e crianças para monitorar estes locais.

Sigilo

Segundo o distrital, o texto não é inconstitucional pelo fato de sugerir monitoramento por câmeras, pois as imagens de crianças e idosos não serão divulgadas aleatoriamente. “Essas filmagens somente serão vistas se necessário e com segredo de justiça”, disse.

Bolsas do CNPq

Continuam repercutindo negativamente as medidas do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que restringem a concessão de bolsas para iniciação científica pelo CNPq, vistas como desvalorização da ciência brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Política de Estado

A pesquisadora Alexandrina Sobreira, da Fundaj, ex assessora do MME, manifestou em nota seu desconforto. Para ela, como o fomento e a formação de jovens pesquisadores deveria se caracterizar como política de Estado é necessária a revisão das medidas.

Cartilha da CNI

Para ajudar empresas a acompanhar as alternativas trazidas nos atos adotados pelo governo por conta da crise da covid, a CNI preparou uma cartilha que explica, de forma simples e didática, o que está previsto em cada um dos já anunciados.

Avaliação

Na prática, o documento traz uma síntese de todas as MPs, portarias e da chamada Lei do Coronavauchef. Para cada medida, faz um breve descritivo com avaliação dos temas tratados e dá explicações sobre prazos e critérios a serem cumpridos.

Audiência pública

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) do DF promoverá, no próximo dia 26, audiência pública para apresentação do edital de licitação para delegar 200 permissões do Serviço de Transporte Público Coletivo Complementar.

Permissões de transporte

Técnicos da Semob explicam que tais permissões deverão vigorar por dez anos. O encontro será realizado online. O objetivo é recolher críticas e contribuições sobre o tema, para democratizar e conferir transparência a todo esse processo.

Solidariedade

Vários distritais têm se manifestado sobre os registros de violência contra trabalhadores de saúde e jornalistas e se solidarizado com as duas categorias. Jorge Vianna (Podemos), um deles, disse ontem que considera os atos absurdos.

Respeito

O deputado Chico Vigilante (PT), outro que se posicionou, pediu respeito à democracia e afirmou que esta consiste “numa planta muito tenra ainda e que deu muito trabalho para ser conquistada”. De acordo com ele, “não se pode aceitar esse tipo de violência”.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade