Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Pegou mal

“Os integrantes da executiva nacional preferiram, mesmo assim, confiar no aplicativo. Foi um equívoco tecnológico e um erro estratégico”

Hylda Cavalcanti
[email protected]

Num dia particularmente nervoso para integrantes do PSDB, depois do fiasco da suspensão das prévias eleitorais no domingo (21), por conta de falhas no aplicativo que permitiria a eleição dos filiados por meio digital, pegou muito mal ontem, declaração irritada do tesoureiro da executiva nacional da legenda, Paulo César Gomes.

“Mico”

Ele disse que o que aconteceu foi “um mico que poderia ter sido evitado”. Afirmou ainda que a executiva tomou conhecimento um mês antes sobre possíveis problemas na ferramenta e que foram feitos quatro alertas sobre a necessidade de montagem de um “plano B” que permitisse a eleição dos filiados por meio de cédulas em papel.

Caldeirão

“Os integrantes da executiva nacional preferiram, mesmo assim, confiar no aplicativo. Foi um equívoco tecnológico e um erro estratégico”, destacou Gomes. Pôs, com sua fala, ainda mais água na fervura do caldeirão dos tucanos, que têm feito diversas reuniões na tentativa de amenizar a crise interna da sigla.

Senador

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante almoço realizado no fim de semana na casa do governador Ibaneis Rocha, foi comentado entre um dos grupos presentes, a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro não sair mais candidato à reeleição em 2022 e sim. concorrer a uma vaga no Senado pelo Rio de Janeiro.

Pesquisa

O que suscitou essa hipótese foi o resultado de uma das pesquisas mais recentes, com percentuais insatisfatórios para o presidente. “Se nós aqui estamos tendo conhecimento dessa pesquisa, ele com certeza tem acesso a muitas outras no Palácio do Planalto”, comentaram, considerando temerário Bolsonaro insistir na disputa.

Conselho

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara Legislativa do DF (CLDF) aprovou ontem projeto que altera o Conselho de Saúde do Distrito Federal para que passe a contar em sua composição com 32 conselheiros titulares e o mesmo número de suplentes.

Paritário

O projeto ainda precisa ser analisado em outras comissões antes de ir à votação no plenário da Casa. Mas estabelece que o Conselho seja constituído de forma paritária, sendo 16 representantes dos usuários, oito representantes dos trabalhadores de saúde e oito dos gestores e prestadores de serviços públicos e privados de saúde.

LGBTQIA+

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O novo formato do órgão inclui entre os conselheiros, além das categorias atualmente já contempladas, representantes de associações de pessoas com patologias não contempladas; associações do segmento LGBTQIA+ e associações de estudantes da área de saúde, entre outras.

Atentos

O governador Ibaneis Rocha e a primeira-dama Mayara Noronha deram demonstrações domingo, durante almoço que ofereceram para secretários do Distrito Federal e técnicos do evento Web Summit, que apesar das atribulações com o GDF não deixam de lado nem os papeis de pais atentos, nem de donos de casa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bordados

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A sala da residência, embora montada para receber número grande de pessoas, tem de um lado uma tenda infantil repleta de brinquedos do filho, Mateus, e do outro, árvore de natal enfeitada com bichinhos de pelúcia. Em outro ponto, uma mesa abriga imagens de santos e numa área interna, sofás com almofadas bordadas por artesãs do DF.

Jeans

“Os guardanapos também são bordados por elas”, mostrou a dona da casa, que não descuidou um minuto dos cuidados com os convidados e ainda ficou atenta para arrumar o casaco de malha do marido, com emblema do Flamengo, para a foto. “Não fotografem os pés”, alertou ela, brincando, porque Ibaneis estava de jeans e sandália.

Família

Um momento engraçado na casa do governador foi marcado pela entrada inesperada na sala de um casal de cachorrinhos da raça jack russel terrier. A princípio, eles latiram para as visitas, mas depois, sem conseguir disfarçar que são mansos, ficaram tão à vontade que Lola, a fêmea, arriscou-se até a subir no colo de uma das repórteres.

Bracher

A primeira-dama, aliás, contou à coluna que é fã do pintor Carlos Bracher. Mostrou três telas dele que tem num local especial da casa, retratando pontos centrais de Brasília: a Praça dos Três Poderes, o Congresso Nacional e a Catedral Metropolitana.

Bancários

A CLDF realiza hoje, às 19h, sessão solene para homenagear o aniversário de 60 anos do Sindicato dos Bancários. Para o deputado Chico Vigilante (PT), autor da iniciativa, o sindicato é “um dos mais combatentes do Distrito Federal”. O evento acontecerá em formato on line, pela TV Câmara e pelo Youtube.

Lideranças

“O sindicato formou lideranças políticas que ocuparam cargos relevantes no Governo Federal em gestões passadas e é reconhecido pela sua luta em defesa de objetivos imediatos e históricos da classe trabalhadora. Possui a perspectiva de uma sociedade igualitária, onde prevaleça a democracia política, social e econômica”, disse o distrital.

Pássaros

A 2ª Vara da Fazenda Pública do DF condenou o Ibram, na última semana, a indenizar por danos materiais e morais um criador de aves que teve dois pássaros apreendidos pela entidade. A apreensão, na avaliação a Justiça, foi considerada ilegal.

Soltas

Na decisão, o juiz responsável destacou que “em vez de cumprir com sua obrigação de guardar as aves até o fim do processo administrativo, elas foram soltas na natureza no dia seguinte ao da apreensão”. Além disso, o criador recebeu como sanção a proibição de frequentar campeonatos que suas aves disputavam.

Danos

Tudo isso aconteceu porque os pássaros estavam em outro imóvel diferente do cadastrado, cuja licença estava vencida há apenas três dias. Foi determinado ao Ibram o pagamento de R$ 90 mil ao criador – R$ 80 mil por danos materiais e R$ 10 mil por danos morais.

Cartões

A deputada Jaqueline Silva (PTB), tida como uma das responsáveis pela implantação dos programas Cartão Material Escolar e Cartão Creche, realizou recentemente audiência com donos de creches conveniadas e usuários do benefício, de forma a aperfeiçoar e corrigir possíveis falhas.

“Lágrimas”

A distrital, no entanto, afirmou que o que terminou chamando a atenção foram os depoimentos emocionados de mães e empreendedores no encontro, que relataram a importância de um local seguro para os filhos e do cartão, para a sobrevivência de creches e manutenção de empregos. “O que mais se viu foram lágrimas”, relatou.

Sugestões

Jaqueline encaminhará um documento à Secretaria de Educação do DF com os pontos discutidos no encontro, bem como sugestões e questionados feitos pelo grupo presente, com vistas a melhorias no programa.

Sem constrangimentos

O deputado distrital Iolando Almeida (PSC) protocolou ontem, projeto de lei que insere no Estatuto da Pessoa com deficiência os serviços de cão de serviço e assistência. O objetivo, explicou, é evitar constrangimentos como o do último sábado (20), quando uma pessoa com deficiência foi barrada no metrô/DF por estar acompanhada de um desses cães.

Extensão

Na prática, a proposta estende o direito já garantido pela Lei Federal nº 11.126/2005 (Lei dos Cães-Guias) para contemplar as demais categorias de cães de assistência. E estabelece que passe a vigorar no Estatuto da Pessoa com Deficiência “qualquer elemento que facilite a autonomia pessoal ou possibilite o acesso e o uso de meio físico” para essas pessoas.








Você pode gostar