Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Do Alto da Torre

Garoto-propaganda

Chico Vigilante passou o dia de ontem sendo procurado por amigos e eleitores para se explicar por aparecer em campanha do Governo Federal

FOTO : REPRODUÇÃO

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
[email protected]

Opositor feroz do presidente Jair Bolsonaro, a quem costuma chamar de “capitão capiroto” na Câmara Legislativa do DF (CLDF), o deputado distrital Chico Vigilante (PT/foto) passou o dia, ontem, sendo procurado por amigos e eleitores para se explicar por aparecer na campanha de vacinação contra a Covid do Governo Federal.

Pela vacina – Vigilante contou que foi abordado por uma equipe de filmagem quando tomou a primeira dose da vacina, poucos dias atrás, perguntando se aceitaria participar. “Não me incomodei, pelo contrário. Topei na hora. Acho importante incentivar as pessoas a procurarem os postos e se vacinarem”, disse.

Do povo – Na sessão legislativa, onde falou no assunto, ele ainda provocou. “A campanha é do povo e não desse governo que aí está. O capiroto é tão ridículo que é capaz de demitir o pessoal que produziu o vídeo só por terem me incluído”, afirmou. Procurada, a área de Comunicação do Palácio do Planalto não se manifestou.

Em Planaltina

O deputado distrital Claudio Abrantes (PDT) tirou um período da sua terça-feira para visitar duas obras na cidade de Planaltina que contaram com sua atuação : a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Vale do Amanhecer e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Estância.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compromisso – “Nunca foi tão importante lutar pela saúde de nossa sociedade. Ao passo que lamento cada perda em decorrência do coronavírus, reafirmo meu compromisso por mais e melhores condições de atendimento à população”, disse Abrantes, acompanhado de representantes da Administração Regional e do Conselho de Saúde da cidade.

Doações

O programa Mesa Brasil, do Serviço Social do Comércio (Sesc), está arrecadando alimentos e outras doações com o objetivo de reduzir o drama de famílias em situação de vulnerabilidade no DF durante a pandemia. Segundo um dos participantes, Sebastião Abritta, já foram entregues este ano mais de 537 toneladas de alimentos a 298 entidades.

Pontos – Para isso, o Sesc montou pontos de arrecadação nos postos de vacinação do Taguaparque e do Sesc da Ceilândia e em supermercados. “O Mesa Brasil é a maior rede nacional de bancos de alimentos do país e contribui para reduzir a fome de milhares de pessoas. Buscamos onde sobra e entregamos onde falta”, explicou Abritta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No Gama

Já o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) está lançando hoje, no Gama, o projeto intitulado “Senac Impulsiona – Varejo”, para oferecer soluções de suporte gerencial e técnico para impulsionar as vendas dos empreendedores.

Cursos – Fazem parte da programação ofertas de cursos de pequena duração sobre comercialização e marketing, vendas, finanças e logística. As aulas abordam diferentes conteúdos, como análise do comportamento de consumo, empreendedorismo digital, inovação de formatos e canais de venda, o relacionamento com o cliente e o pós-venda, entre outros.

Com a Unale

O vice-presidente da CLDF, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos), que integra a Comissão Nacional de Acompanhamento da Vacinação da Unale – União dos Legislativos Estaduais – sentou recentemente com representantes da entidade e do Ministério da Saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Doses acertadas – O distrital, que já fez críticas ao Executivo Federal por atrasos na imunização, disse que foi informado da existência, hoje, de 450 milhões de doses de vacinas compactuadas com quatro laboratórios: Butantan, Instituto Bio-Manguinhos/Fiocruz, Janssen e Pfizer. Porém, só os dois primeiros estão fazendo entregas.

“Não relaxem” – Ele espera por maior agilidade na aquisição destes imunizantes, mas pediu à população que também faça a sua parte. “Às vezes pensamos que, tendo vacinado todo mundo, está tudo liberado. A recomendação é não relaxar o uso de máscaras, distanciamento social e higienização de mãos pelos próximos 36 meses”, disse.

Aproveitamento

A exemplo do que aconteceu com os candidatos excedentes do último concurso da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que foram nomeados, o deputado distrital Fernando Fernandes (Pros) defendeu o aproveitamento dos aprovados no certame da Polícia Civil.

Pedido – Durante a sessão da CLDF, ontem, o parlamentar relatou ter se reunido com uma comissão de aprovados da categoria. Segundo ele, 217 pessoas integram o grupo de excedentes. “O pessoal da segurança está com uma defasagem grande, principalmente de agentes. Apelo aqui ao GDF para que faça as convocações”, enfatizou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Prêmio

A campanha publicitária intitulada “Contra o coronavírus não tem desculpa, tem prevenção” da CLDF foi premiada no festival “Prêmios Lusófonos de Criatividade” em duas categorias: outdoor e filme para TV; em segundo e em terceiro lugar, respectivamente.

Desculpas – Veiculada desde o final de março, a campanha trabalha com as desculpas dadas por muitas pessoas para não usarem máscaras ou se juntarem em “happy hours”, fechando os olhos para o cenário crítico por que passa o DF e o Brasil.

Importância – “Foi muito bom esse reconhecimento, que mostrou a importância da campanha”, afirmou o presidente da Casa, Rafael Prudente (MDB), que parabenizou os envolvidos na produção das peças.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Resistência

Ao participar de um debate, ontem, sobre reforma administrativa, promovida pela Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Anfip), a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) destacou a resistência da oposição para impedir que a proposta avance no Congresso Nacional.

Qualidade – “Precisamos barrar a reforma este ano, porque 2022 é ano eleitoral. Ficamos praticamente um mês obstruindo os trabalhos da CCJ para impedir que a proposta avance e estaremos em todos os espaços para dizer que o Brasil não precisa dessas mudanças e sim, de um serviço público de qualidade”, afirmou.

Novo nome

O Estádio do Cruzeiro Francisco Pires, localizado atrás da feira permanente, homenageará o ex-deputado distrital Odilon Aires. Os deputados distritais aprovaram, em primeiro turno, projeto de lei do deputado Rafael Prudente (MDB), que dá o nome de Aires ao estádio.

Segunda votação – A proposta foi aprovada durante sessão extraordinária remota e terá de passar por uma segunda votação. Economista, ex-deputado distrital por quatro mandatos e um dos fundadores do MDB, Aires era figura muito querida entre os políticos de Brasília.

Homenagem

O deputado federal Professor Israel (PV-DF), que agora preside a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Educação, homenageou nas redes sociais o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente do grupo, pela instalação da CPI da Pandemia – resultado de um pedido apresentado por Rodrigues.

“Responsabilidades” – “É preciso apurar responsabilidades e omissões na condução que levou o Brasil a essa catástrofe. Você e os demais parlamentares da CPI têm meu total apoio, amigo. Jamais o autoritarismo e a violência irão silenciar nossa luta”, destacou






Você pode gostar