Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Do Alto da Torre

Doação de sangue

Em tempos de pandemia, a importância da ação fica ainda mais evidente, uma vez que os estoques dos bancos de sangue tiveram uma queda

Para marcar o Dia Mundial do Doador de Sangue, Ministério da Saúde lança campanha de doação de sangue, no Hemocentro de Brasília

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
[email protected]

No dia em que se celebra o Dia Mundial do Doador de Sangue, o deputado federal Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF), juntamente com a sua equipe de assessores, esteve no Hemocentro de Brasília para doar sangue e contribuir para o aumento do nível do estoque sanguíneo da unidade.

Queda – Em tempos de pandemia, a importância da data fica ainda mais evidente, uma vez que os estoques dos bancos de sangue de todo Brasil tiveram uma queda considerável em virtude da covid-19.

Cidadania – “Doar sangue é um ato de cidadania e que pode ajudar a salvar muitas vidas”, destaca Julio Cesar. “Além disso, os bancos de sangue do DF, precisam urgentemente de novos doares. É importante que haja uma mobilização da população nesse sentido. Nessa época de pandemia existem muitos pacientes que precisam muito dessa ajuda”, completa.

Agendamento – A pandemia de coronavírus alterou o atendimento no Hemocentro. Para evitar aglomerações, doadores devem agendar atendimento por meio do site agenda.df.gov.br ou pelo telefone 160, opção 2.

Condições – Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, a recomendação é consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Reality empreendedor

Um Big Brother do empreendedorismo está no ar pelo canal do Youtube do empreendedor digital Pablo Marçal. O programa La Casa Digital dará R$ 1 milhão ao vencedor de um programa, que vai ao ar das 21h às 23h, com provas relacionadas à promoção e desenvolvimento de negócios. O programa começou na sexta-feira (11).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confinados – Doze participantes estão confinados em um resort. E participam ali de provas de empreendedorismo digital. Aquele que se sair melhor nas provas leva o prêmio.

Manifestação

Pelas redes sociais, o deputado Chico Vigilante (PT) vem convocando as pessoas para os atos de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro que estão marcados para o próximo sábado, 19 de junho. Aqui em Brasília, a concentração comecará às 9h em frente ao Museu Nacional.

Governo – A ideia é que a manifestação saia do museu e vá até a Alameda das Bandeiras, em frente ao gramado do Congresso Nacional. Na pauta, vacinação, auxílio emergencial de R$ 600 e, como diz Chico nas redes sociais, “a saída do governo genocida”.

Álcool e máscara – Chico, na mensagem, reforça a todos os que foram participar a necessidade do uso de máscaras e álcool em gel. Uma das críticas que bolsonaristas vêm fazendo às manifestações de oposição é que elas gerariam o mesmo tipo de aglomeração que os atos governistas, sendo, assim, uma certa hipocrisia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marcos Terena

A senadora Leila Barros (PSB) lamentou a morte do líder indígena Marcos Terena. Leila conheceu Terena em 2011, quando houve a realização dos Jogos Mundiais Indígenas. Na ocasião, 1.300 atletas de 33 nações indígenas de todo o país e do mundo se encontraram para disputar em diversas categorias.

Grande líder – “Terena foi um grande líder e continuará vivo na memória daqueles que acreditam em uma sociedade que respeita sua história, as riquezas naturais e a diversidade cultural”, comenta Leila.

Covid-19 – Marcos Terena foi mais uma das mais de 480 mil vítimas brasileiras da covid-19. Ele estava internado no Hospital das Clínicas de Ceilândia. Morreu aos 66 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Mais sobre Do Alto da Torre



Você pode gostar