Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Decisão só em março

O senador Reguffe (Podemos-DF) só baterá o martelo sobre se concorrerá ou não ao GDF a partir do final de fevereiro ou começo de março

O senador Reguffe (Podemos-DF), que foi alvo de especulações durante o fim de semana sobre a formação de uma chapa com vistas ao governo do Distrito Federal, confirmou à coluna ontem que ainda não sabe seu destino. Só baterá o martelo sobre se concorrerá ou não ao GDF a partir do final de fevereiro ou começo de março.

Coligações

Reguffe fez elogios ao Podemos, partido onde tem sido bem acolhido. Também disse que não tem intenção de deixar a legenda. Mas apesar da declaração, aliados dele no DF tem afirmado que já analisam como ficarão futuras coligações no cenário nacional com outras candidaturas à presidência que não passem por Sérgio Moro.

Trabalho

“Meus amigos de infância e pessoas muito próximas estão todos me aconselhando a não pensar nisso agora. Não é o momento. Vamos focar no trabalho legislativo e em propostas para melhorar a vida da população. Deixemos essas questões para mais tarde”, destacou ele, em tom reticente.

No Senado

Enquanto isso, já é dada como certa a intenção em curso por parte da deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) de, em vez de tentar a reeleição na Câmara no próximo ano, ser candidata a uma vaga no Senado pelo Distrito Federal.

Migração

Bia está de malas prontas para migrar do PSL para o PL, logo depois da filiação, hoje, de Jair Bolsonaro à sigla. Mas em relação à campanha de 2022, ainda precisa negociar com nomes do Centrão no cenário local. A candidatura depende, principalmente, da vaga à qual concorrerá a atual ministra da secretaria de Governo Flávia Arruda.

Agraciado

O advogado Bruno Oliveira, secretário executivo da Secretaria de Projetos Especiais do Distrito Federal (Sepe), será um dos agraciados na próxima semana com a tradicional medalha intitulada “Mérito de Ordem Buriti”, condecoração concedida pelo GDF desde a década de 70 a servidores, por bons serviços prestados.

Touring

Oliveira, aliás, tem se destacado no trabalho de parceria entre a secretaria e a CNI para a revitalização total da área onde está localizado o antigo edifícilo Touring, no centro de Brasília. O local será transformado num museu tecnológico. Também dará espaço para a realização de cursos, bem como lojas de artesanato e livrarias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Doria

Quem ficou particularmente satisfeito com a definição, no último sábado (27), do nome do governador paulista João Doria para candidato do PSDB à Presidência da República foi o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), que também preside a executiva regional da legenda no DF.

Jantares

O senador não apenas tem tido um bom relacionamento com o governador, como realizou jantares e reuniões diversas para pedir votos por Doria. “Ele é a melhor opção para o país, por sua capacidade de gestão e por saber escolher a equipe. Tem determinação, garra, ousadia e competência”, disparou, após saber o resultado.

Sondado

Também está sendo alvo de muitos comentários em Brasília a definição a ser tomada nos próximos dias pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot de entrar para a política. Janot tem sido sondado pelo Podemos, que gostaria de tê-lo numa vaga para o Congresso na chapa de Sérgio Moro.

No DF

O ex-PGR ainda não decidiu, mas tem dito a colegas que se concorrer gostaria de ser candidato por Minas Gerais, sua terra natal. Caso aceite, entretanto, vai ter que disputar mesmo é pelo DF, onde reside há anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bambu

E, também, porque é desejo da executiva nacional do Podemos que ele saia candidato a uma vaga, seja ao Senado ou à Câmara, pelo Distrito Federal. Para quem não lembra, Janot é o autor da famosa frase “enquanto houver bambu, haverá flechas”, quando era procurador.

Flona

A proposta que altera a Floresta Nacional (Flona) de Brasília, aprovada recentemente pelo Senado Federal, teve parecer aprovado pela CCJ da Câmara na última semana e está em vias de ser enviada para votação no plenário da Casa. Mas tudo indica que depois de todos esses trâmites terá de retornar ao Senado.


Substitutivo

É que apesar de o texto ter tido parecer favorável na CCJ, foi apensado a outras propostas e a um substitutivo da Comissão de Meio Ambiente, o que o fez passar por mudanças por parte dos deputados federais.


Regularização

Conforme estabelece esse substitutivo, a Flona passará a ser formada por 5.640 hectares, sendo a Área 1 ampliada para 3.753 hectares, e a Área 4 reduzida para 1.887 hectares. As áreas 2 e 3 deixarão de fazer parte da unidade de conservação. O projeto prevê, ainda, a regularização de áreas hoje ocupadas por 40 mil pessoas no DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aeroportos

Começou ontem e segue até quinta-feira (2) o primeiro Encontro Nacional da Indústria de Aeroportos, sediado no Aeroporto JK, de Brasília. O evento é organizado pela Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos.

Tendências

Conforme explicou o secretário de desenvolvimento econômico do DF, Márcio Faria, os participantes combinam atividades virtuais e presenciais, dentre as quais, contatos entre autoridades governamentais, lideranças empresariais e executivos. Também serão mostradas tendências, inovações e perspectivas para o setor.

Distrital

Candidato a deputado distrital em 2018, o atual presidente da Associação dos Diabéticos de Brasília (ADB), Alex Alves, filiou-se recentemente ao partido Agir 36 e se colocou a disposição da legenda para disputar vaga na Câmara Legislativa do DF (CLDF) no próximo ano.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saúde

“Nossa luta diária é por melhores condições e benefícios na saúde. Chego para compor essa aliança que será de muito sucesso”, destacou, durante sua filiação. Alves foi elogiado pelo presidente da sigla, Adeilton Veras, como “uma liderança na área de saúde e grande parceiro no DF”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sustentabilidade

A Escola do Legislativo do Distrito Federal (Elegis), vinculada à CLDF, realiza de amanhã até o dia 7, para servidores da Casa e público externo, curso intitulado “Os 5Rs da Sustentabilidade” – voltado para os mais variados programas de conscientização e preservação do meio ambiente.

Multiplicadores

Os 5 Rs são “reduzir, reciclar repensar, reutilizar e recusar”. Segundo o consultor legislativo Thiago Bazi, um dos instrutores, o objetivo das aulas é formar pessoas que utilizem, na prática, essas técnicas, para serem “agentes multiplicadores desses conteúdos em campanhas, nas suas casas e no trabalho como um todo”.








Você pode gostar