fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

A disputa pela principal cadeira da Câmara dos Deputados repercute no DF

“Não podemos ter um presidente que se intitula inimigo do presidente da República” afirmou o deputado federal Luis Miranda

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
[email protected]

A eleição para a presidência da Câmara está pegando fogo, com repercussão ampla entre a bancada do Distrito Federal. Ontem, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF/foto) anunciou que, apesar de ser do DEM, que apoia Baleia Rossi (MDB-SP), fará campanha para Arthur Lira (PP-AL), candidato do Centrão e do presidente Jair Bolsonaro.

Divergência – Miranda abriu a divergência no DEM depois de participar de um jantar, segunda-feira (11), com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) que também vai apoiar Lira, e a deputada federal Celina Leão (PP-DF), aliada de primeira hora do candidato do Centrão.

Dignidade – “O Brasil precisa de um presidente da Câmara que priorize as reformas e traga dignidade para o povo brasileiro”, afirmou. Destacou, ainda: “Não podemos ter um presidente que se intitula inimigo do presidente da República”, num recado direto ao atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lira – Rossi – A deputada Celina Leão, por sua vez, continua fazendo críticas à candidatura do MDB e se movimentando em prol de Arthur Lira. Por sua vez, apoiam Rossi os deputados Erika Kokay (PT-DF) e Professor Israel (PV-DF.

Movimentações – O ex-deputado Tadeu Filipelli, que até bem pouco tempo ocupou uma vaga na Câmara em substituição a Celina, que estava afastada para ser secretária de Esportes do DF, embora não possa votar está se movimentando por Baleia Rossi e buscando contato junto aos emedebistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Janeiro branco

Da área de Saúde, o deputado distrital Jorge Vianna (Podemos) tem chamado a atenção, nas suas redes sociais, para o chamado Janeiro Branco, campanha que objetiva alertar as pessoas para questões e necessidades relacionadas à saúde mental.

Prioridade – “Devido à grande busca por resultados neste mês, a saúde mental fica sujeita a instabilidades e em tempos de pandemia alguns sintomas como alterações repentinas de humor, tristeza, depressão, ansiedade, foram agravados. Então os cuidados precisam ser redobrados”, frisou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Procura

A ex-deputada e ex-governadora do Distrito Federal Maria de Lourdes Abadia não confirma, mas está sendo procurada por algumas legendas depois que anunciou sua saída do PSB.

Ceilândia – Segundo ela, o momento não é de pensar em filiações partidárias, e sim no livro sobre a história de Ceilândia que está preparando. A cidade, que já administrou, não apenas é sua base eleitoral como tem nela uma das principais defensoras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Na comissão

Vice-presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), o deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos) já deixou claro que tem interesse em integrar a comissão especial que está sendo formada para acompanhar o programa de vacinação contra a covid no Distrito Federal.

Maior arma – Delmasso defende a vacinação voluntária, mas considera a imunização a maior arma contra o vírus. “Nosso objetivo é poder auxiliar o governo a cumprir todas as etapas do plano e começar, o mais rápido possível, a imunização do nosso povo”, destacou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saída – O distrital considera necessário acompanhar a capacidade logística da rede pública. “Até porque há mais de três milhões de pessoas que precisam ser imunizadas, para que a gente possa declarar logo a saída da pandemia no DF”, frisou.

Sem mordomias

O senador José Reguffe (Podemos-DF) voltou a falar sobre uma das pautas que mais adora: a economia que pode ser feita pelos parlamentares para os cofres públicos, caso deixem de fazer uso de mordomias a eles concedidas. “E isso sem prejudicar o trabalho que realizam no Congresso”, afirmou.

R$ 20 milhões – Durante entrevista recente à Rádio Senado, Reguffe disse que, pelas suas contas, o dinheiro economizado em oito anos de mandato pode chegar a R$ 20 milhões. A redução de despesas passa pelo cortes de verbas extras, plano de saúde especial, redução do número de assessores, cortes de carro oficial e dinheiro para gasolina.

Secretário

O deputado distrital Roosevelt Vilela (PSB) parabenizou recentemente Damares Alves, titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, pela nomeação do Tenente Coronel Paulo Roberto para Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Atuante” – Paulo Roberto é integrante do Corpo de Bombeiros do DF. “Trata-se de um militar que representa tudo o que a sociedade merece e reconhece. Tem muitos atributos e dedicação ao trabalho. A escolha nos deixou felizes e confiantes”, disse.

Espera – Militantes do movimento negro no Distrito Federal, entretanto, viram com ceticismo o nome e contam que estão em compasso de espera para ver como se dará a atuação do novo titular da secretaria.

Critérios

Mais novo líder do governo na CLDF, o deputado distrital Hermeto (MDB) comemora a sanção, recente, da Lei 6.757/2020 de sua autoria, que estabelece que materiais odontológicos podem ser adquiridos somente por profissionais e estudantes da área devidamente matriculados nas instituições de ensino.

Danos – Segundo ele, a comercialização de produtos odontológicos de forma irrestrita feita principalmente pela internet, como aparelhos ortodônticos, clareadores e “borrachinhas”, pode ser muito prejudicial para a saúde bucal da população – daí o motivo de ter tratado do tema no Legislativo.

Ajuda

Enquanto a população ainda sofre com a pandemia, o Grupo Sabin, de medicina diagnóstica – presente em 12 estados brasileiros e no DF – vai realizar a compra de material escolar para os filhos dos seus colaboradores. Apesar do ano ser atípico, a iniciativa não é novidade e acontecerá pela 13ª vez.

Opção – A empresa está oferecendo aos beneficiários a opção de receber os materiais diretamente em suas residências ou realizar apenas a retirada na papelaria, evitando aglomeração na hora de adquirir os itens. A ajuda, conforme contam os diretores, tem o intuito de auxiliar os colaboradores a economizar tempo e recursos.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade