Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Do Alto da Torre

61 Anos

“Não temos o que comemorar, mas respeitar a dor das pessoas que perderam seus entes queridos…” disse o vice-governador Paco Britto

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
[email protected]

Sessão especial do Senado homenageou, ontem, os 61 anos de Brasília. O momento foi marcado por declarações emocionadas de políticos e autoridades do DF. Uma das surpresas foi o vice-governador Paco Britto (Avante/foto), que disse que, nas atuais circunstâncias, “em vez de comemorar, só há o que lamentar”.

Respeito – “Não temos o que comemorar, mas respeitar a dor das pessoas que perderam seus entes queridos. Estamos a garantir a imunização de todo o DF, comprometidos em salvar vidas e não podemos esquecer a economia. Seria uma falência se não tivéssemos esse cuidado”, afirmou Britto, que foi elogiado pela transparência.

Descasos – A senadora Leila Barros (PSB-DF), nascida na capital, afirmou reconhecer a grandiosidade de Brasília, mas pontuou o que chamou de “descasos”, como o crescimento desordenado e a falta de infraestrutura básica em algumas localidades. Leila também lamentou a crise sanitária.

Poema – “Hoje eu enxergo Brasília como um maravilhoso poema escrito a muitas mãos, por gente como Juscelino Kubitschek, Oscar Niemeyer, Lúcio Costa, Darci Ribeiro e Israel Pinheiro e tantos outros bravos candangos, operários e gente de todo o Brasil. Infelizmente, não poderemos fazer a festa que a cidade merece”, frisou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desenvolvimento

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF), autor do requerimento que resultou na realização da sessão, ressaltou que a transferência da capital do Rio de Janeiro para o Planalto Central “trouxe desenvolvimento para o Brasil como um todo”.

Sacrifícios – “A construção de Brasília foi o ápice para nós. Por isso, quero homenagear todos que aqui vieram, com os imensos sacrifícios e principalmente com a coragem de acreditar e lutar por um país melhor, mais igual e de todos os brasileiros”, afirmou.

Pioneiros

O presidente do Clube dos Pioneiros de Brasília, Roosevelt Beltrão, aproveitou a solenidade do Senado para pedir ajuda às autoridades para que a memória da transferência da capital para o Planalto Central “se mantenha viva”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Memória – “Se não existissem os pioneiros, não existiria Brasília. Temos que falar com as autoridades sobre isso, pedir a sensibilização de todos, antes que o Clube, que é detentor da história, guardião da história, se acabe”, enfatizou.

Prestigiada – Com a solenidade, o dia foi marcado pela participação de vários parlamentares distritais, empresários, docentes e religiosos no Congresso. Acompanharam a sessão especial de homenagem a Brasília, dentre eles, nomes como o deputado distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos) e a reitora da UnB, Márcia Abrahão.

Arcebispo – Também estiveram na sessão o presidente da Fibra, Jamal Bittar, o conselheiro do Memorial JK, André Kubitschek, o arcebispo de Brasília, Dom Paulo Cezar Costa e o representante do Conselho dos Pastores Evangélicos do DF, Elias Castilhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Peixe vivo – A sessão foi encerrada pelo cantor Rafael Silva, que interpretou a canção “Peixe Vivo”, a preferida do ex-presidente Juscelino Kubitschek e deixou muita gente com lágrimas nos olhos.

Vacinação

Como parte das comemorações do aniversário de Brasília, a Secretária de Saúde do Distrito Federal abrirá oito pontos de vacinação contra covid-19, mantendo de forma ininterrupta, a aplicação da primeira e da segunda dose da vacina.

Prioritários – O público alvo, idosos com 64 anos ou mais e integrantes do grupo prioritário que receberam a D1 e estão com data marcada para a D2, pode procurar um desses pontos, das 9h às 17 horas, para receberem o imunizante. Haverá atendimento tanto por drive-thru, quanto para pedestres.

Lista tríplice

O Pleno do TST escolheu, segunda-feira (19), os nomes dos desembargadores que comporão a lista tríplice para novo titular daquele colegiado, em substituição ao ministro Márcio Eurico Vitral Amaro, que se aposentou recentemente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Disputa – Foram escolhidos para a disputa as desembargadoras Jane Granzoto, do TRT-2 (SP), Morgana Richa, do TRT-9 (PR), e o desembargador Amaury Rodrigues Pinto Júnior, do TRT-24 (MS).

Interessados – Em março, a presidência do Tribunal recebeu a inscrição de 15 desembargadores de Tribunais Regionais do Trabalho candidatos à vaga. Destes, sete foram mulheres e oito foram homens.

Em Samambaia

O deputado distrital Rafael Prudente (MDB), presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), comemora a primeira fase de iluminação com lâmpadas LED da Avenida Joaquim Roriz, em Samambaia – entre as quadras 200 e 400 daquela cidade, que permite maior segurança para a população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Emenda – É que os recursos para a substituição das lâmpadas são oriundos de emenda apresentada por ele. A segunda etapa do projeto, que está em andamento, contemplará a Primeira Avenida Sul, também naquela Região Administrativa, entre as quadras 100 e 300.

Nas UTIs

A Comissão de Educação, Saúde e Cultura da CLDF aprovou, esta semana, um substitutivo a projeto de lei do deputado Eduardo Pedrosa (PTC) que estabelece os requisitos mínimos para o trabalho dos assistentes sociais junto aos pacientes internados em UTIs no DF e aos seus familiares ou responsáveis.

Atuação – O substitutivo, aprovado por unanimidade pelos integrantes da comissão, estabelece que as UTIs devem dispor do profissional assistente social, para atuação exclusiva em cada unidade e junto aos familiares ou responsáveis dos pacientes.

Vínculo – Os critérios estabelecidos são manter no mínimo um desses profissionais para cada vinte leitos ou fração, em turno matutino ou vespertino. E que eles sejam, preferencialmente, vinculados aos Núcleos Internos de Regulação dos estabelecimentos.

Vila Planalto

O GDF publicou no Diário Oficial do DF, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, portaria que aprova a primeira etapa do Projeto do Percurso Turístico-Cultural da Vila Planalto.

Conplan – O projeto vem em conformidade com decisão do Conplan. Prevê benefícios para a área do ponto de vista do sistema viário, paisagismo, estacionamentos, mobiliário urbano e acessibilidade, sem interferir com unidades imobiliárias.

Agradou – A publicação deixou particularmente satisfeitos grupos diversos de pioneiros, arquitetos, urbanistas, moradores e frequentadores dessa área bucólica e histórica da capital do país.




Mais sobre Do Alto da Torre



Você pode gostar