Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Vettel sai. Alonso fica.

Na última semana, o tetracampeão mundial de Fórmula 1 anunciou que no fim de 2022 irá se aposentar da maior categoria do automobilismo, enquanto Fernando Alonso anunciou que ficará com o assento do alemão.

Alonso e Vettel caminham nos boxes da Fórmula 1. Foto: Divulgação.

A surpresa não foi o anúncio, que já estava sendo especulado na imprensa há algum tempo. A surpresa veio na forma. Vettel, que não tinha conta no Instagram, finalmente entrou na rede social e seus primeiros dois vídeos são do anúncio de sua aposentadoria (um em alemão e o outro em inglês).

Em sua conta do Instagram Vettel anunciou para o mundo sua aposentadoria.. Imagem: Instagram.

Para quem a poucos dias na rede, ele até está bem. Já coleciona no momento mais de 1.3 milhão de seguidores. Mas é nos vídeos e no conteúdo que temos que nos debruçar. O cenário é simples… um banco, uma parede ao fundo e uma estética em preto e branco. O anúncio não teve a pompa de uma coletiva de imprensa, fui simples como o próprio Vettel parece ser. 

O piloto da Aston Martin já começa seu vídeo anunciando que irá se aposentar da Fórmula 1 em dezembro de 2022. E é aí que fica interessante. Apesar de amar o esporte, ele acredita que o que define uma pessoa é o que elas são e como tratam os outros, mais do que aquilo que elas fazem. E a sua percepção, de que existe uma vida relevante além do grid, mostra a maturidade de quem já passou por altos e baixos dentro e fora do monoposto. 

Vettel há muito se mostrava cada vez mais sensível às causas sobre o ambiente e o clima e sobre o direito de minorias. Além disso, sentiu que precisa aprender e cultivar mais momentos com a família é um argumento incontestável. Ninguém pode questionar quem deseja passar mais tempo com seus filhos e filhas. É um desejo legítimo, ainda mais para quem já carrega quatro campeonatos mundiais. Para você não lembra, Sebastian Vettel foi o campeão mundial mais jovem da história da Fórmula 1, o primeiro campeão mundial da Red Bull Racing e figura como o terceiro maior vencedor de todos os tempos da categoria. 

O também multicampeão Lewis Hamilton, declarou seu amor ao amigo:

“Foi uma honra, você está deixando esse esporte melhor do que encontrou”.

Assim como Hamilton, outros pilotos também mandam mensagem para Vettel. Mas a Fórmula 1 não tem vácuo. Os vinte assentos mais cobiçados do mundo automotivo não param e, na dança das cadeiras, ontem o bicampeão, Fernando Alonso, informou que irá ficar com o assento do alemão em 2023 na Aston Martin. O contrato de Alonso com a nova equipe é por mais de uma temporada, e abre espaço para a possível chegada do jovem Oscar Piastri na Alpine.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os pilotos estão cada vez mais jovens e tudo indica que Alonso e Hamilton serão os “vovôs” na pista. 






Você pode gostar