Esplanada

Weintraub se lança ao Governo de São Paulo com a Justiça na sua cola

Por Leandro Mazzini 19/02/2021 2h28
Foto: Agência Brasil

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, se lançou a candidato ao Governo de São Paulo, direto de Washington, Estados Unidos, onde atua como diretor do Banco Mundial. Mas pode ser abatido pela Justiça. Ele responde a inquérito no Supremo Tribunal Federal e também pode virar réu na ação pública na Justiça Federal que envolve a Cinemateca.

Weintraub é acusado pelo Ministério Público Federal de ser o principal responsável pelo caos no órgão ao cancelar o contrato com a Fundação Roquette Pinto, e pode responder por improbidade administrativa. A Cinemateca está fechada há quase um ano, prejudicando ainda mais o setor cultural.

Outros dois estão na mira da Justiça. O ex-ministro Marcelo Álvaro e o secretário de Cultura do Governo, o ator Mario Frias. Ambos devem se candidatar a deputado.

O secretário de Cultura prometeu um chamamento para gestão da Cinemateca mês que vem, mas começou a fazer gestão própria, o que é proibido pelo termo de doação pública do arquivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar