Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Empresa de paisagismo de Rene Wakim é fenômeno em SP e registra aumento no faturamento durante a crise

Rene passou sete meses em Minnesota na empresa Gertens Greenhouse & Garden Center, a maior produtora de flores do norte dos Estados Unidos

Por Analice Nicolau 22/04/2021 7h17
Rene Wakim Rene Wakim

Fundada pelo engenheiro agrônomo Rene Wakim, formado no Brasil e com especialização nos EUA, a Pólen desenvolve trabalhos destinado à resolução de desafios do meio ambiente e do paisagismo, entregando soluções definitivas e sustentáveis por meio de projetos paisagísticos, de irrigação automatizada, de jardins verticais e de manutenção de jardins. E mesmo durante a crise, o faturamento da empresa superou o registrado em 2019.

Rene passou sete meses em Minnesota na empresa Gertens Greenhouse & Garden Center, a maior produtora de flores do norte dos Estados Unidos e depois, se especializou na Holanda, país referência mundial na produção de flores e na logística paisagista. A empresa, que surgiu em 2014, atende a região da capital paulista, desde projetos residenciais, comerciais e até mesmo estádios de futebol. A experiência foi essencial para fundar o negócio, que hoje é uma das referências entre os paulistas.

Além de estudo dos solos e projetos estratégicos para irrigação, Rene também é responsável pelo próprio método de trabalho e produção de flores. A empresa oferece serviços de paisagismo, projeta jardins, análise de solo, a formulação de substrato, o plantio de “plugs”, a hidroponia, o manejo de irrigação e fertirrigação e o controle de pragas e doenças.

“Esse é o diferencial da Pólen, além de entregar plantas e flores resistentes, com vitalidade e específicas para os ambientes, temos a nossa própria produção. Uma das coisas que fizeram a diferença no nosso serviço foi realmente ouvir as queixas dos clientes, que frequentemente reclamavam da falta de empresas que fizessem o estudo dos solos para um jardim sem pragas”, contou Rene Walkim.

Foi assim que diversos empreendimentos de São Paulo, optaram por ter um especialista à frente dos projetos. Mas, assim como qualquer negócio em plena crise causada pela pandemia, Rene precisou de estratégias inteligentes para superar as pausas nos contratos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Em abril do ano passado, tivemos o pior mês em quatro anos de trabalho. Foi necessário muito pé no chão e um trabalho intenso para poder continuar de portas abertas. Em setembro até dezembro, tivemos uma melhora significativa, e conseguimos superar, em números, o faturamento de 2019. As pessoas estão em busca de conforto, de natureza e beleza, ainda mais quando estão em casa”, comentou.

“Hoje, oferecemos experiências aos clientes, trabalhamos olhando para a expectativa e cuidados do local. Não adianta ter um jardim vertical, por exemplo, sem pensar na irrigação e exposição ao sol, tudo isso deve ser trabalhado minuciosamente para ter o resultado desejado”, completa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar