Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Empresário do segmento de turismo para Negros e LGBTQIA+ deve iniciar seus trabalho no Brasil em 2022

Saiba porque o empresário do ramo de turismo Rahiem Johnson escolheu o Brasil para iniciar seus trabalhos junto à negros e LGBTQIA+

Por Analice Nicolau 17/09/2021 1h00
Saiba porque o empresário do ramo de turismo Rahiem Johnson escolheu o Brasil para iniciar seus trabalhos junto à negros e LGBTQIA+

Rahiem Johnson vem ao Brasil em 2022. O empresário do ramo de turismo, que nasceu e cresceu em uma comunidade carente na Philadelphia e tem seu trabalho reconhecido ao redor do mundo como CEO da agência “Tray Table Seat Back”, escolheu o país como seu próximo destino e também para iniciar seus trabalhos a frente de sua agência de viagens.


Em entrevistas Rahiem conta que em sua infância e adolescência sempre ouviu que pessoas negras não poderiam sonhar em conhecer o mundo e deveriam ser felizes em poder visitar o mar uma ou duas vezes ao ano em Virgin Beach, cenário turístico mais próximo de seu local de moradia. Mas Johnson tinha um sonho, viajar e conhecer o mundo, novas culturas, seus povos e fazer disso seu grande objetivo de vida. Ele pegou seu primeiro voo aos 20 anos com destino a Los Angeles. A partir daí o empresário estabeleceu metas e trabalhou bastante e passou a fazer uma viagem internacional por ano. Ele também passou a incentivar amigos negros a pouparem mostrando era possível conhecerem outros lugares, pois seu objetivo era inseri-los a um patamar melhor dentro da sociedade.


Sua agência possui grande força e visibilidade dentro da comunidade negra e LGBTQIA+, por ter se tornado uma referência, e querer proporcionar a eles experiências únicas em viagens ao redor do mundo e o Brasil será o próximo destino da turma de viajantes liderada por Rahiem Johnson em 2022. Inclusive a data já está marcada para 22 de fevereiro com voo saindo de NY.


Rahiem se encantou o país tropical. Encontrou um cenário de belezas naturais e grande diversidade de raças, pensamentos o que remeteram a comparações com seu país de origem. O empresário ouvia muito falar do Brasil, de forma pejorativa, pela maioria da população negra de nosso país estar concentrada nas comunidades carentes, popularmente conhecidas por favelas. Para ele foi uma surpresa e serviu para que repensasse muitos conceitos com relação à sociedade da qual estão inseridos.


Com seu projeto de iniciar os trabalhos da agência em terras Brasileiras, Rahiem também escreverá um livro em que contará sua história de vida, a fim de motivar pessoas a se identificarem com sua bagagem de vida e sua força de vontade de vencer. Inspirar a comunidade negra e mostrar que sim, é possível sonhar e que sonhos devem ser concretizados.


O mundo precisa de mais pessoas como Rahiem Johnson.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar