Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

”Cleo e Whindersson são fundamentais em minha vida”, declara Rafaela Villela em entrevista exclusiva para o JB

Rafaela Villela, cantora, mulher trans e amiga de muitos famosos lança seu novo single com ajuda de Cleo e Whindersson Nunes

Por Analice Nicolau 13/10/2021 11h00
Rafaela Villela, cantora, mulher trans e amiga de muitos famosos lança seu novo single com ajuda de Cleo e Whindersson Nunes

Tem single novo chegando! E o Jornal de Brasilia bateu um papo com a cantora Rafa Villela que revelou detalhes sobre sua amizade com Cleo, Whindersson, Pabllo e falou sobre as referências de seu novo trabalho. Confira:

 Como a música entrou na sua vida?

”Eu canto desde criança, desde que eu me entendo por gente. Meus pais são cantores. Meu pai além de cantor, também é pastor. Então eu cresci neste ambiente eclesiástico, a igreja foi todo meu background de música. Eu cantava em coral desde que tinha quatro anos. E minha entrada na música foi quando estava assistindo uma live do Diego Timbó (produtor vocal da Pabllo) e ele me chamou para participar, pediu uma palhinha, eu cantei e ele gostou e me chamou para fazer um teste a trabalhar na equipe da Pabllo Vittar. Logo depois fui convidada a integrar a banda dela. Entrei em turnê mundial com ela e foi muito especial pois muitas portas se abriram. Logo depois entrei para a banda da Luisa Sonza e participei da Pandora Tour. Foi uma troca muito especial entre mim e a Luisa.”

 Quais são suas referências musicais e fontes de inspiração?

”A minha maior referência desde a infância é a Mariah Carey. Eu participava do coral e lá eu fazia o solo da música “Oh Happy Day”. No filme Mudança de Hábito o garoto que cantava atingia uma nota muito alta durante a música e eu não possuía técnica suficiente. Foi quando o maestro do coral me apresentou a Mariah e desde então eu me apaixonei. Ouço todos os dias e ela é minha maior inspiração!”

 Você é amiga de vários famosos como Cleo e Pabllo Vittar, como é sua relação com estas pessoas e o que elas representam em sua vida?

”Entre os artistas que trabalhei todos são grandes amigos. A luisa se tornou minha afilhada, somos muito próximas. A Pabllo também uma grande amiga. Eu não tenho como não falar da Cleo, quando trabalhamos na produção vocal do seu EP, nos conhecemos e nos apaixonamos. Nos tornamos irmãs. Foi o maior presente que ganhei nesta existência, além dela ser minha maior aliada, ela está comigo em todos os lugares. Ela me mostrou um emponderamento muito diferente do que eu estava acostumada e me fez sentir mais orgulhosa em ser trans. Durante a pandemia ela me convidou para passar a pandemia com sua família em Brasília e para mim foi emocionante! Morei com eles quase um ano. Para mim foi uma prova de amor! Me sinto muito privilegiada por poder passar a quarentena com a família Pires de Moraes. O Windersson eu o conheci quando era casado com a Luisa e a gente teve uma troca abençoada, foi algo de Deus. Ele fez um tweet dizendo que eu o ajudei a recuperar sua fé e na verdade quem me ajudou foi ele. Desde então ele se tornou um dos meus melhores amigos.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Você já declarou ter recebido ajuda de famosos. Quem são eles e como está sendo este período de sua vida?

”Trabalhar com esta galera foi muito importante, pois foi o momento que eu estava saindo a prostituição. Foi um momento muito difícil da minha vida e entrar na música profissionalmente foi de extrema importância. Trabalhar com a Iza, Dilsinho, Cleo me deu uma bagagem muito grande profissionalmente.”

 Você lançará seu novo single nesta sexta, o que os fãs podem esperar de seu novo trabalho?

”O processo do meu novo single foi muito legal, pois houveram muitos obstáculos até por eu ser uma artista trans independente. Mas pensamos numa música que tivesse a ver comigo e meu momento e é este universo que estamos trazendo nesta música. A música se chama Eu Só Sei Brilhar e fala em ressignificar as dores, principalmente dos comentários que vem dos haters e como eu ressignifiquei todo esse ódio que as pessoas têm com as pessoas trans em forma de superação.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 Você faz uma vilã em um filme que será lançado este ano, como foi atuar com tantos nomes importantes da dramaturgia e ter um papel de destaque?

”O filme Me Tira da Mira foi um presente inesperado que eu recebi no final do ano passado. A Cleo é produtora do filme. Eu não sou atriz, nunca havia trabalho na área. Contracenar para mim sempre foi difícil pois eu sabia usar minha voz, sempre fui muito segura cantando. Atuar foi desafiador. Para mim foi um presente atuar ao lado dessa galera fera, Silvero Pereira, Kaysar, Sergio Guizé, Vih Tube, Fiuk. Acho que estou começando com pé direito cantando, com lançamento deste filme nos cinemas. Estou muito feliz!”

O clipe de Eu Só Sei Brilhar será lançado na sexta feira em live com participação de Cleo (diretora do clipe). A ação vem para levantar questões importantes sobre a vida trans, o preconceito que sofrem e suas vivências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar