Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Rafael Cardoso participa da campanha ‘Coração na Batida Certa’

A campanha, organizada pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), traz o ator Rafael Cardoso para fazer um importante alerta sobre a incidência das arritmias cardíacas, suas consequências e a prevenção de morte súbita

Por Analice Nicolau 09/11/2021 2h00
A campanha, organizada pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), traz o ator Rafael Cardoso para fazer um importante alerta sobre a incidência das arritmias cardíacas, suas consequências e a prevenção de morte súbita

O ator Rafael Cardoso veste a camiseta da Campanha Coração na Batida Certa para alertar sobre a importância dos cuidados com o coração e o acompanhamento médico. O ator passou por uma cirurgia em junho deste ano para implantar um desfibrilador cardíaco (CDI) devido a uma miocardiopatia congênita.

A miocardiopatia congênita é uma doença que provoca uma alteração na estrutura do coração e impede o coração, parcial ou totalmente, de funcionar corretamente. A doença faz com que a pessoa tenha risco de arritmias cardíacas muito graves, inclusive a morte súbita. 

Em uma Live com Eduardo Saad, seu médico e membro da SOBRAC, entidade responsável pela Campanha Coração na Batida Certa, transmitida logo após a sua cirurgia para implante do desfibrilador cardíaco, Rafael Cardoso explicou que abraçou a causa da campanha pois, além de ter perdido cinco familiares por morte súbita, ficou com medo de deixar os seus filhos órfãos.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Rafael Cardoso (@rafaelcardoso9)

“Depois desse susto, eu pensei: o mínimo que eu posso fazer é ajudar a alertar as pessoas para pensarem um pouco nesse assunto e irem atrás, porque é uma doença silenciosa. E eu, quando soube que poderia sofrer morte súbita, pensei nos meus filhos que poderiam ficar órfãos. Como que eu tendo isso e conseguindo me curar, vou conseguir ficar tranquilo sabendo que tem várias famílias que podem perder seus pais, os seus filhos, suas mães e avós”, ressaltou o ator.

A campanha tem como objetivo orientar e conscientizar a população sobre os principais sinais e sintomas de uma arritmia cardíaca, doença que atinge milhares de pessoas em todo o mundo e é responsável pela morte súbita de muitos brasileiros. “Algumas arritmias cardíacas podem acometer 1 em cada 4 pessoas ao longo da vida, podendo resultar em consequências graves, como insuficiência cardíaca e derrame cerebral (AVC). Além disso, as arritmias são responsáveis pela morte súbita de cerca de 300 mil pessoas todos os anos no Brasil”, explica Ricardo Alkmim Teixeira, presidente da SOBRAC.

O assunto é tão delicado e merece atenção que em 2007 a SOBRAC criou o Dia Nacional de Prevenção de Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, comemorado anualmente em 12 de novembro, data que já faz parte do calendário do Ministério da Saúde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar