Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Distrito Empresarial do Porto (DEP) será fundado para promover o Porto Maravilha

Por Analice Nicolau 29/07/2021 12h00
DEP trabalhará em diversas frentes para alavancar o desenvolvimento socioeconômico da região, sustentável e com equidade

A região do Porto Maravilha possui grande relevância histórica para o Rio de Janeiro, desde o século XVI até os dias atuais, e desde o início dos anos 2010 despontou como uma região em pleno desenvolvimento, contando com os maiores investimentos em infraestrutura que o Rio de Janeiro já viabilizou em uma região em um curto espaço de tempo. Mas com a crise econômica que estamos vivendo desde 2014 e mais recentemente com a COVID, o Porto perdeu um pouco de seu brilho, mas este ano este panorama começou a mudar, com novas empresas na região e novos investimentos anunciados. Vivemos um momento de viés positivo.

Depois do adiamento por pouco mais de 1 ano, tempo pelo qual adiamos a fundação da nossa entidade em função da pandemia, chegou o momento de avançarmos. É com muito entusiasmo que anunciamos publicamente a fundação do Distrito Empresarial do Porto – DEP, com uma convergência de interesses dos movimentos de empresários, empreendedores, poder público, mídia e usuários do Porto em prol do desenvolvimento econômico social da região.

A formação do DEP tem sido conteúdo de inúmeras reuniões, presenciais e virtuais, entre o final de 2019 e os dias atuais, e ainda há espaço para participar desta iniciativa com sócio fundador e até participando na gestão, voluntariando-se a exercer algum dos cargos do DEP, (i) na diretoria; (ii) no conselho fiscal ou (ii) no comitê de comunicação e projetos.

A convocação pública ficará aberta até o dia 04 de agosto e o cadastro pode ser feito através deste link.

O DEP pautará sua atuação em valores fundamentais como sustentabilidade, equidade, respeito ao patrimônio histórico local, material e imaterial, inclusão e engajamento das comunidades locais, com ações que trarão à luz e ativando tudo o que a região oferece, qualificarão as pessoas e os negócios residentes e existentes na região e desenvolverão e promoverão um ambiente mais amigável para os novos empreendimentos e os novos negócios.

Para isso, os objetivos de atuação do DEP serão, a princípio: segurança (convênios com as forças institucionais estaduais e municipais, além de projetos especiais), estruturação de governança participativa público privada (agenda estruturada entre os stakeholder locais), comunicação integrada (posicionamento estratégico da região, agenda integrada, place-branding) e promoção do desenvolvimento sustentável (fomento aos negócios e empresas da região, bem como atração de novos investimentos).

Como exemplos de projetos e iniciativas, destacamos inicialmente as seguintes: (i) projeto de compartilhamento de câmeras de vigilância para espelhamento no 5º batalhão; (ii) divulgação de calendário integrado de eventos e iniciativas na região; (iii) mapeamento e divulgação das operações existentes na região; (iv) fomento a realização de negócios entre empresas da região; (v) divulgação de calendário de encontros no âmbito da governança participativa – CDURP, FII-PM e demais; (vi) reuniões, inicialmente híbridas, do grupo para discutir estratégias de atuação do DEP; (vii) realização de, ao menos, um grande evento anual para divulgação dos resultados, busca de novas soluções e discussão e desenvolvimento de novas oportunidades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Até então, os seguintes voluntários para os cargos do DEP, mas ainda são necessários outros nomes: Denise Lima (Pier Mauá), Marcelo Miguez (L’Oréal), Hiroshi Shibuya ( Núcleo de Ativação Urbana) e Armando Iazzetta (OR).

“O Distrito Empresarial do Porto será muito importante, pois reunirá diversas empresas e empresário de diferentes setores e portes, porém com o mesmo interesse, que a região portuária se consolide e alcance novos níveis de desenvolvimento, e o DEP atuará neste sentido, com o apoio de seus associados, e de maneira legítima e representativa” afirma Armando Iazzetta, diretor de investimentos da OR e responsável pelo empreendimento Novocais do Porto.

“O Porto é a casa do Núcleo de Ativação Urbana e de seus projetos desde a sua criação. Criamos este projeto acreditando no potencial do território e pela oportunidade de construir um Rio mais diverso, inclusivo e plural. Fazer parte do Distrito Empresarial do Porto com todo o time de players que o integra, é uma oportunidade única de trabalhar no desenvolvimento da região com iniciativas pensadas por quem quer desenvolver não só o Porto Maravilha, mas também toda a cidade. É estar unido de pessoas que buscam propósito em suas iniciativas”- pontua Hiroshi Shibuya, fundador do NAU.

Todas as informações atualizações deste projeto serão divulgados nas redes sociais do Distrito do Porto do Porto: pelas redes sociais ou Linkedin.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar