Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Política brasileira sobre o olhar do psiquiatra e escritor Augusto Cury

Obra de suspense reflete o mal da corrupção

Por Analice Nicolau 04/07/2022 11h30
Obra de suspense reflete o mal da corrupção

O atual estado da política brasileira é o mote que conduz a narrativa da nova obra do psiquiatra Augusto Cury. Lançado pela Editora Planeta, “O Caçador de Corruptos” reflete sobre o mal da corrupção e sua cura em um suspense psicológico, no momento em que a corrupção parece rondar em todas as esferas.

“Os grandes homens também choram. Se não com lágrimas úmidas, pelo menos com lágrimas secas, ocultas debaixo do tapete da sua maquiagem social.”, escreve Cury em um momento do livro. O psicólogo diz que cada ser humano tem vampiros mentais capazes de deixá-lo sem ar, como o orgulho, a ira, o ciúme, a dissimulação, a ambição e a necessidade neurótica de ser o centro das atenções. “Embora destruidores, esses parasitas são imperceptíveis a seus hospedeiros”, revela o autor que descreve em sua nova obra um político adoecido pelos vampiros da corrupção.

Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor. Autor da “Teoria da Inteligência Multifocal”, que estuda habilidades socioemocionais. É um dos poucos pensadores vivos cuja teoria é objeto de estudo em cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado internacionais.

FICHA TÉCNICA
Título: O caçador de corruptos
Autor: Augusto Cury
240 páginas
R$65,90
Editora Planeta








Você pode gostar