Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Paula Frank cria reality e arrecada mais de 13 toneladas de alimentos para famílias carentes

“Reality Fashion” reuniu influencers e comunidade local em prol de famílias carentes e arrecadou mais de 13 toneladas de alimentos que foi entregue a ONG Seja Semente neste fim de semana.

Por Analice Nicolau 10/05/2021 1h00
Paula Frank Paula Frank

Com mais de 10 anos de expertise no segmento de bolsas e acessórios, a empresária Paula Frank é pioneira com conceitos de consumo consciente, inteligente, seguro e sustentável. E na pandemia, usou toda a influência e criou o “Reality Fashion” que arrecadou mais de 13 toneladas de alimentos não perecíveis para distribuir a famílias carentes. As doações foram entregues neste fim de semana para a ONG Seja Semente.

A empresária começou a ouvir relatos e receber pedidos de ajuda tanto de gente próxima como de anônimos. “Eu, graças a Deus, consegui manter minha marca institucionalmente forte, meu quadro de funcionários foi mantido, mas vi muitas pessoas pedindo alimentos, gente sendo demitida, amigos fechando suas empresas e eu tinha que fazer alguma coisa”, conta.

Paula Frank

“Chamei minha equipe e criamos um reality. Chamei não só influencers como gente que não é influenciador digital profissional, mas que inspiram de várias formas. Criamos as provas e um meta para quem vencesse, que era arrecadar uma tonelada de alimento. Nós, da Paula Frank, doaríamos mais duas toneladas. Mas o negócio tomou uma proporção tão grande que chegamos à 13 mil quilos de alimentos não-perecíveis”, revela.

Após o fim do reality, Paula e a campeã, Simone Pires, fizeram a entrega dos alimentos ao projeto Seja Semente, que realiza ocupações solidárias levando alimentos e outras ajudas às comunidades mais carentes.

Além do entretenimento, o reality também ajudou a divulgar o trabalho de muitas pessoas “Além dos influencers, envolvemos gente da música, ambulantes, marcas, muita gente que estava mais fragilizado economicamente com a pandemia. Todo mundo ficou muito feliz”, relata Paula.






Você pode gostar