Menu
Analice Nicolau
Analice Nicolau

Para Muka, “povo brasileiro deve tomar posse da TV pública”

Murilo Ribeiro, um dos debatedores do Sem Censura, fez discurso em programa de estreia nesta segunda (26)

Analice Nicolau

28/02/2024 8h00

O jornalista Murilo Ribeiro, mais conhecido na internet como Muka, dono do maior bate-papo virtual do Twitter/X, o famoso #SpaceDoMuka, que debate temas como BBB, política e mundo das celebridades e um dos debatedores da nova versão do programa Sem Censura, comandado pela apresentadora Cissa Guimarães na TV Brasil, fez um discurso no programa, nesta segunda-feira, 26 de fevereiro, em defesa da TV pública.

“A importância da TV pública, do jornalismo público bem feito, como a gente faz aqui na TV Brasil, que é exatamente poder jogar luz sobre essas questões para que todo mundo possa refletir longe daquela questão do tempo que é escasso das TV’s comerciais. O papel da TV pública é complementar essa comunicação, e eu acho que é muito importante dar o recado de que a TV pública não é da Cissa, ela não é minha, não é da Lu, ela não é do governo, ela não é dos funcionários públicos, ela não é dos sindicatos, ela é da sociedade brasileira! A sociedade, o povo brasileiro precisa tomar posse, prestigiando como vocês estão fazendo aí hoje agora, bombando no Twitter, assistindo, acompanhando, cobrando também, criticando, mandando sugestões, porque eu acho que assim a gente pode dar uma contribuição efetiva”, afirmou Muka.

Cissa Guimarães manda recado pra Amauri Soares:
Ainda no episódio de estreia dessa nova versão do Sem Censura, a apresentadora Cissa Guimarães agradeceu ao Diretor da TV Globo, Amauri Soares, por liberar a atriz Cláudia Raia para participar do programa: “ Eu queria agradecer muito ao Amauri Soares, que liberou a nossa Cláudia, diretor dos Estúdios Globo, Amauri, muito obrigada. Amauri é o seguinte: tu continua liberando, hein? Não começa não, só porque liberou a Cláudia Raia agora não… é todo mundo, isso aqui é sem censura, é um programa da televisão brasileira, pro povo brasileiro, tá? Um beijo, Amaurizinho, querido, obrigada, tá?”

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado