Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Oxfam Brasil recorre a astrologia para engajar juventude branca na luta antirracista

Campanha em parceria com ativista e astróloga Papisa busca ampliar o diálogo com esse público para fortalecer luta antirracista no país

Por Analice Nicolau 18/10/2021 3h03

A Oxfam Brasil – organização da sociedade civil brasileira criada em 2014 para a construção de um país com mais justiça e menos desigualdades, recorreu à astrologia para dialogar com a juventude branca sobre seu papel na luta antirracista. A campanha “Antirracismo Astral – Você um Pouco Mais Antirracista. Todo Dia.”, que tem início nesta segunda-feira, 18 de outubro, contará com a participação da ativista social e astróloga Papisa, que há anos utiliza a astrologia como ferramenta de resistência.

A escolha da juventude branca como público alvo da ação acompanha levantamentos que apontam sua baixa participação nos debates sobre o tema. Enquanto uma parte desse grupo não se identifica como corresponsável pelo problema, dissociando os privilégios inerentes à branquitude da latente desigualdade social, que tem a questão racial como estruturante; outra parte afirma não entender seu lugar de fala, resignando-se ao apoio ideológico superficial nas redes sociais.

A campanha promoverá reflexões e sugestões de ações em cinco instâncias de participação social: pessoal (por meio da construção de um repertório antirracista, como o consumo de informações e mídia produzidas por pessoas pretas); familiar (provocando diálogo e intervindo em atitudes racistas nesse contexto); faculdade e trabalho (reivindicando contratações de pessoas pretas e articulando estudos sobre a luta antirracista); no espaço urbano (engajando-se em movimentos sociais e não tolerando atitudes racistas); e na sociedade em geral (estimulando o voto em candidaturas negras e a defesa políticas públicas que promovam equidade racial).

O uso da astrologia como ferramenta de diálogo foi escolhido por seu grande apelo na juventude branca e por seu elemento lúdico, que pode contribuir significativamente na ampliação do alcance e da recepção da mensagem, potencializando sua proposta de engajamento.

Para Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil, a campanha busca agregar forças ao trabalho desenvolvido pelos movimentos negros brasileiros, fortalecendo a presença e aceitação da pauta na população branca. “Entendemos que nosso papel não é protagonizar o debate, pois o movimento negro tem organizações muito bem estruturadas e uma base de militantes muito engajada. Nosso objetivo é mostrar à juventude branca que ela é parte fundamental do problema, e que não ser racista não é suficiente. Enquanto o indivíduo não é ativamente antirracista, compreendendo a natureza estrutural da discriminação racial no país e atuando para seu desmantelamento, ele não será parte da solução”. 

Como funciona a campanha

Focada no ambiente digital, com inserção de materiais nas redes sociais da Oxfam Brasil e de sua parceira na ação, a astróloga Papisa, a campanha convidará os jovens a consumirem o conteúdo no Whatsapp e Spotify além do site oficial da campanha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diariamente, serão publicados horóscopos de todos os signos, desenvolvidos pela Papisa a partir dos trânsitos astrológicos de cada um deles. Junto às previsões, a cada dia será inserida uma mensagem que incentive a juventude branca a praticar cotidianamente o antirracismo.

A campanha espera alcançar ainda artistas e influenciadores que possam levar às suas redes sociais as mensagens elaboradas, atingindo um público ainda maior.








Você pode gostar